Arqueiro, que defende o Novo Hamburgo, afirmou que "basta me ligarem que eu vou correndo para o Avaí"

Com a boa fase de Renan , que vem despertando o interesse de outros clubes do Brasil, e com o empréstimo de Zé Carlos ao Paraná Clube , o Avaí pode acabar tendo problemas para escolher o responsável pela meta do clube da Ressacada. Se depender do arqueiro Eduardo Martini - que defendeu o clube entre 2006 e 2009 -, o problema terá uma fácil solução.

O próprio jogador, que defendeu o Avaí de 2006 a 2009, confirmou a informação. "Tenho contrato com o Novo Hamburgo até o final do ano, mas não tenho multa rescisória. Basta o Mauro Galvão (superintendente de futebol) ou o Zunino (João Nilson Zunino, presidente do Avaí) me ligarem que eu vou correndo para o Avaí", declarou Eduardo Martini à Rádio Guarujá.

Apesar da ansiedade pelo acerto, o goleiro entende que este não é o momento para negociar com o Avaí. Para Eduardo Martini o foco deve ser total na Copa do Brasil, competição na qual o clube da Ressacada faz a semifinal com o Vasco.

"Não é momento de abrir conversações definitivas porque a gente está na fase decisiva da Copa do Brasil. E eu digo a gente porque nunca deixei de ser Avaí".

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.