Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Goleiro Bruno encara jogo do Palmeiras como chance da vida

Com as contusões do titular Marcos e do reserva Deola durante a semana, Bruno será titular diante do Mogi

AE |

O Palmeiras tem uma longa tradição de revelar bons goleiros e isso poderá ser provado neste domingo, quando o time alviverde enfrenta o Mogi Mirim, pela nona rodada do Paulistão. Sem Marcos e Deola, que se machucaram durante a semana, em treinamentos, o terceiro goleiro Bruno será o titular.

Apesar de não atuar em jogos oficiais desde o ano passado, Bruno não quer usar a falta de ritmo como uma muleta. "As dificuldades sempre vão existir. Qualquer goleiro precisa de ritmo de jogo. Se você perguntar para qualquer goleiro, todos vão falar que precisam de no mínimo quatro jogos para se acostumar. Mas agora não tem essa, a chance apareceu e tem que jogar bem. É a chance da vida, vou jogar como se fosse uma final de Copa do Mundo, só assim vou conseguir ficar atento e ligado para ir bem no jogo".

O jogador não esconde o orgulho por vestir uma camisa, que, além de Marcos, já vestiu goleiros como Oberdan Catani, Émerson Leão, Zetti e Velloso.

"Só fiquei sabendo ontem (sexta-feira), no final do dia, que eu iria jogar. O Pracidelli (preparador de goleiros) falou comigo. O sentimento de jogar é sempre muito bom, não importa se é o primeiro ou o milésimo jogo. O sentimento de vestir a camisa do Palmeiras, de representar essa escola de goleiros e uma nação de milhões de torcedores é sempre fantástico. Não importa o jogo, para mim é sempre um motivo de orgulho vestir a camisa do Palmeiras", afirmou Bruno, que foi titular durante boa parte da temporada passada.

"A gente nunca pode ficar esperando acontecer, as chances surgem quando a gente menos espera. Foi assim na minha estreia e em todos os jogos em que atuei. Aqui no Palmeiras, a gente sempre fala que pode fechar o olho e escolher quem vai atuar, pois todos os goleiros estão muito preparados. Espero mais uma vez fazer um bom papel, manter o nível de atuações do Marcos e do Deola e tentar fazer com que o time permaneça na liderança."

 

 

 

Leia tudo sobre: PalmeirasCampeonato Paulista 2011

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG