Time mineiro já marcou 15 gols na Arena do Jacaré, mas sabe que no mata-mata os jogos serão diferentes

nullOs placares? Cinco a zero, sobre o Estudiantes, da Argentina; 4 a 0 sobre o Guaraní, do Paraguai e 6 a 1 sobre o Tolima, da Colômbia . O desempenho do Cruzeiro jogando na Arena do Jacaré na fase de grupos na Copa Libertadores vem surpreendendo até mesmo aos jogadores. Apesar da fartura de gols, os atletas sabem que precisam melhorar muito e que a competição é traiçoeira na próxima fase.

Para o técnico Cuca , os resultados vão repercutir em todo o continente. “Na Libertadores, não lembro de outra equipe ter um começo como esse nosso. Não é só para o Brasil, passa para outros países que estamos jogando belo futebol e fazendo gols. Vamos classificar e vem o mata-mata. Se não passar o mata-mata tudo isso fica pra trás. Vai ficar na historia, mas não queremos historia inacabada. Se ganhar de 1, está maravilhoso também”, disse o treinador.

O treinador ressaltou que as goleadas surpreenderam. ”Não esperava da forma que esta ocorrendo. Nossa chave era tida como a mais difícil. Corinthians saiu e não ficou mais fácil”, analisou o treinador.

O meia Roger lembra que a competição muda de regulamento nas oitavas de final, com o famoso mata-mata. “Goleadas não nos credenciam a nada. Campeonato muda de figura, de regulamento. Em mata-mata tudo pode acontecer. Temos que manter essa primeira colocação para ter vantagem. E no mata-mata, estudar muito os adversários”, alertou o meia.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.