Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Gol e superação marcam a estreia de Bolatti no Internacional

Volante entrou em campo com o dedo do pé machucado, mas fez boa atuação e o gol do Inter contra o Emelec

Gabriel Cardoso, iG Porto Alegre |

O futebol argentino é conhecido por sua raça e qualidade. O Inter foi buscar dois jogadores no país vizinho: Cavenaghi e Bolatti, e já teve um típico jogador argentino em campo. Mario Bolatti teve a estreia quase perfeita com a camiseta vermelha. Foi tranquilo na marcação e ainda fez, de cabeça, o gol que daria a vitória ao Inter diante do Emelec. Daria...

Giménez, aos 49 minutos do segundo tempo estragou a festa do volante. O defensor do Emelec marcou o gol do adversário e acabou deixando o placar em 1 a 1. Mas não apagou a boa atuação do argentino.

“Bolatti foi muito bem. Ele deu outra desenvoltura para a nossa equipe”, avaliou o técnico Celso Roth.

Para completar a história do “típico argentino” falta uma característica a Bolatti, e ela também esteve presente na noite equatoriana: A raça. O volante levou um pisão no pé em um dos treinamentos e acabou sentindo muita dor. Bolatti passou boa parte do tempo no Equador usando chinelo de dedo, para não machucar ainda mais o local. Mesmo assim optou por entrar em campo.

“Joguei todo o jogo com dor no dedo, mas procurei fazer o melhor que pude. Eu estava para jogar”, avaliou o argentino.

Ele ganhou a vaga de titular na véspera da partida. Tinga sentiu um desconforto no tendão de Aquiles e acabou vetado pelo departamento médico. Difícil será tirar o argentino do time. A estreia de Bolatti motivou elogios de dirigentes e do técnico Celso Roth. A tendência é que ele seja mantido na outra quarta-feira quando o Inter recebe o Jaguares do México no estádio Beira-Rio.
 

Leia tudo sobre: InternacionalCopa Libertadores 2011EmelecBolatti

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG