Fazer 2 a 0 no Grêmio dentro do Olímpico é zebra? Eliminar o Peñarol no Uruguai é zebra? Ganhar do Avaí na Ressacada é zebra?, questiona o artilheiro Rafael Moura

Assim como em todas as três fases anteriores da Copa Sul-Americana, o Goiás garantiu vaga na decisão da competição longe do Serra Dourada, contra o Palmeiras, no Pacaembu. Após o triunfo histórico contra o time paulista, o ótimo desempenho como visitante foi exaltado pelos esmeraldinos.

"Fazer 2 a 0 no Grêmio dentro do Olímpico é zebra? Eliminar o Peñarol no Uruguai é zebra? Ganhar do Avaí na Ressacada é zebra? Hoje também não foi. É fruto do nosso trabalho", disse o atacante Rafael Moura, artilheiro do torneio com seis gols anotados.

Assim como o Palmeiras, Grêmio, Peñarol e Avaí foram os mandantes na partida de volta contra o Esmeraldino e acabaram desclassificados. Para o técnico Arthur Neto, a qualidade do sistema defensivo de sua equipe, armada com três zagueiros, faz a diferença.

"Em todos os jogos decisivos fora de casa, a equipe foi bem. Temos nos mostrado melhores fora de casa por que nos defendemos mais, nos postamos de forma mais fechada e saímos com força para o ataque", explicou o comandante, que completou cinco jogos no cargo.

O adversário do Goiás na grande decisão será definido nesta quinta-feira. No jogo de ida, em Quito (Equador), a LDU venceu o Independiente por 3 a 2. O duelo de volta será em Avellaneda, na Argentina.

Campanha do Goiás na Sul-Americana:

Primeira fase
Goiás 1 x 1 Grêmio - Goiânia
Grêmio 0 x 2 Goiás - Porto Alegre

Oitavas de final
Goiás 1 x 0 Peñarol - Goiânia
Peñarol 3 x 2 Goiás - Montevidéu

Quartas de final
Goiás 2 x 2 Avaí - Goiânia
Avaí 0 x 1 Goiás - Florianópolis

Semifinal
Goiás 0 x 1 Palmeiras - Goiânia
Palmeiras 1 x 2 Goiás - São Paulo

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.