esquece o Brasileiro, elimina o Avaí e encara o Palmeiras - Futebol - iG" /
Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Goiás esquece o Brasileiro, elimina o Avaí e encara o Palmeiras

Na estreia de Artur Neto no comando da equipe, que luta contra o rebaixamento no Nacional, vitória por 1 a 0 na Ressacada garantiu classificação para semifinais da Sul-Americana

Gazeta Esportiva |

_CSEMBEDTYPE_=inclusion&_PAGENAME_=esporte%2FMiGComponente_C%2FConteudoRelacionadoFoto&_cid_=1237860159615&_c_=MiGComponente_C

Se a primeira impressão é a que fica, o Goiás pode vislumbrar dias melhores sob o comando de Artur Neto. Na estreia do novo treinador, a equipe esqueceu a situação desesperadora em que se encontra no Brasileirão, venceu por 1 a 0 com gol de Rafael Moura e eliminou o Avaí nas quartas de final da Copa Sul-Americana, em plena Ressacada. No jogo de ida, as equipes haviam empatado por 2 a 2.

Nas semifinais, haverá um confronto verde e amarelo (principalmente verde). Goiás e Palmeiras se enfrentam nos dias 17 e 24 de novembro, primeiro no Serra Dourada, depois no Pacaembu.


O jogo - veja lance a lance, estatísticas e torcedores do Tempo Real
Apesar da importância do jogo - as duas equipes escalaram titulares -, Avaí e Goiás não impuseram grande ritmo no primeiro tempo. As emoções ficaram restritas a um dos únicos ataques do time visitante, aos 44 minutos. Oportunista, Rafael Moura aproveitou passe de Felipe e, na pequena área, empurrou para as redes para marcar seu sexto gol na competição.

Na volta para o intervalo, um fato curioso chamou a atenção. O volante Marcelo Costa, do Goiás, confundiu-se nos vestiários e voltou ao gramado com a camisa 11 do atacante Felipe. Quando o árbitro Héber Roberto Lopes percebeu que havia dois jogadores com o mesmo número em campo, pediu para que o meio-campista voltasse a vestiar o número 17.

Já o Avaí também voltou com trocas: as mudanças de Benazzi, que colocou Jéferson e Robinho nos lugares de Rudnei e Valber. Precisando de apenas um gol para reverter o resultado, os anfitriões foram ao ataque e tiveram boa chance aos 14 minutos, quando Emerson ficou com a sobra na área, girou e chutou por cima.

A última mudança dos mandantes foi efetuada já aos 21 minutos, quando o atacante Marcelinho ganhou a vaga do zagueiro Émerson Nunes, desfazendo o esquema com três defensores. O Goiás respondeu aos 24, quando Jones entrou no lugar de Felipe.

Precisando desesperadamene do gol de empate, o Avaí começou a criar chances. Aos 28, Diogo Orlando arriscou de fora da área e assustou Harlei. Dois minutos depois, o goleiro do Goiás teve que se esticar para evitar que Pará marcasse em cobrança de falta. A esperada pressão, no entanto, não aconteceu. Tranquilo, o Goiás ainda teve a chance de ampliar algumas vezes, mas a zaga anfitriã se segurou e Zé Carlos fez bela defesa em chutes de Douglas e Rafael Moura. 


FICHA TÉCNICA - AVAÍ 0 x 1 GOIÁS


Local:
Estádio da Ressacada, em Florianópolis (SC)
Data: 11 de novembro de 2010, quinta-feira
Horário: 20h (de Brasília)
Árbitro: Héber Roberto Lopes (Fifa/PR)
Assistentes: Roberto Braatz (Fifa/PR) e Alessandro Rocha Matos (Fifa/BA)
Cartões Amarelos: Válber, Rafael e Émerson Nunes (Avaí); Carlos Alberto, Marcão (Goiás)

Gol: GOIÁS: Rafael Moura, aos 44 minutos do primeiro tempo.

AVAÍ: Zé Carlos; Émerson Nunes (Marcelinho), Rafael e Émerson; Patric, Diogo Orlando, Rudnei (Jéferson), Caio e Pará; Válber (Robinho) e Roberto
Técnico: Vágner Benazzi

GOIÁS: Harlei; Ernando, Rafael Tolói e Marcão; Douglas, Amaral, Carlos Alberto, Marcelo Costa e Wellington Saci; Felipe (Jones) e Rafael Moura
Técnico: Artur Neto

Leia tudo sobre: avaícopa sul-americanagoiás

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG