Celso Roth poupará alguns titulares na partida contra o Botafogo e jogador terá mais uma chance no Inter

O atual momento do Internacional no Campeonato Brasileiro pode parecer tranquilo e desinteressado, mas para determinados jogadores do elenco é como se fosse uma Copa do Mundo. É o caso de alguns reservas pré-inscritos para o Mundial de Clubes, mas que não têm presença garantida na lista dos 23 que viajarão até Abu Dhabi tentar o bicampeonato.

O volante Glaydson, um dos 30 pré-inscritos, destaca a importância desta fase em sua carreira: "quem tiver a oportunidade de atuar nesta reta final deve aproveitar com disposição máxima. Fazendo boas partidas no Brasileirão, cada jogador estará ganhando pontos para o Mundial. Até porque são confrontos com equipes de alto nível e possibilitam que a gente aplique os exercícios de treino".

Glaydson destacou também a importância de cumprir o planejamento estabelecido: "É claro que a comissão técnica vem avaliando o grupo desde o final da Copa Libertadores, mas enquanto a lista não sair, todo mundo deve trabalhar por seu espaço", projetou. O jogador lembra também a proximidade com a grande competição do ano: "estamos a menos de um mês da estreia e, por isso, o período atual exige dedicação máxima. O ritmo é forte, principalmente na parte física."

Como o técnico Celso Roth poupará alguns titulares na partida contra o Botafogo, domingo, Glaydson deverá ter mais uma chance de mostrar seu futebol. Aos 31 anos, o jogador participou de 24 das 35 partidas do Inter neste Brasileirão.

    Leia tudo sobre: futebol
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.