Giovanni Augusto e Ganso atuaram juntos no Paysandu. Jogador do Atlético-MG tem seguir os passos do amigo

Giovanni Augusto deu duas assistências na estreia do Atlético-MG no Brasileirão
Flickr/Clube Atlético Mineiro
Giovanni Augusto deu duas assistências na estreia do Atlético-MG no Brasileirão
O jovem Giovanni , de 21 anos, ganhou muito espaço dentro do Atlético-MG nas últimas partidas do time. O jogador entrou na equipe durante a partida contra o América-TO, pela primeira fase do Mineiro, já mostrou bom futebol com belos passes e um gol. A partir de então se tornou titular da equipe alvinegra e jogou todas as quatro partidas decisivas do estadual. O jogador do Atlético-MG segue os passos do amigo Paulo Henrique Ganso , do Santos .

Siga o iG Atlético-MG no Twitter e receba todas as informações do seu time em tempo real

Ambos nasceram em Belém, no Pará, e estão com 21 anos. A idade e cidade natal colocaram Giovanni e Ganso na mesma equipe. Os dois atuaram juntos nas categorias de base do Paysandu, mas cada um seguiu um destino. Ganso foi para a Vila Belmiro enquanto Giovanni desembarcou na Cidade do Galo. O jogador santista ganhou oportunidades mais cedo do que o amigo e logo se tornou um dos principais jogadores do país, até com convocação para Seleção Brasileira.

Giovanni Augusto precisou ter um pouco mais de paciência, foi até emprestado para o Náutico no ano passado. Na estreia do Brasileirão, o agora camisa 28 do Atlético-MG foi destaque com duas assistências no triunfo por 3 a 0 sobre o Atlético-PR . A boa atuação fez com que os torcedores do Atlético-MG aumentassem a comparação com o amigo famoso.

“Seria muito bom poder ser comparado pelo futebol do Ganso, que é reconhecido no mundo todo pela sua qualidade, seria uma grande honra para mim. Mas quem sabe ele não me dá moral um dia, aí vai caber provar no dia-a-dia que eu mereço”, disse Giovanni, que mantém contato com Ganso via telefone e internet, agora menos do que na época que os dois não estavam nas respectivas equipes profissionais.

Os primeiros jogos como titular do Atlético-MG fizeram Giovanni ganhar uma projeção em Belo Horizonte. Antes um desconhecido pelas ruas da capital mineira, tudo mudou a partir do momento em que se firmou no time. Giovanni já é reconhecido quando anda pela cidade, agora, ele quer usar o Brasileirão para ser conhecido em todo o Brasil.

“Praticamente um sonho que estou realizando de poder ser conhecido, sempre esperei isso. Sei que agora nos jogos os jogadores vão me olhar mais, vão procurar me marcar mais e vou ter de tentar mudar isso”.

O jogo com o Avaí , neste sábado, vai ser o primeiro de Giovanni fora da Arena do Jacaré, pelo Atlético-MG. Apesar do novo desafio, o meia atleticano se mostra confiante em repetir as boas atuações. “Quando você joga fora de casa a sua obrigação primeira é marcar, vou me esforçar mais para marcar, até porque tem de ajudar os companheiros, mas espero ajudar o time a vencer, pois precisamos da vitória”.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.