Presidente do Cruzeiro conversou com atleta, que insatisfeiro pediu uma valorização

O Cruzeiro não quer ter Montillo insatisfeito no seu elenco e por isso tenta igualar a proposta salarial feita pelo Corinthians ao argentino. Nesta terça-feira, o presidente do clube mineiro, Gilvan de Pinho Tavares, disse que o valor que oferecerá ao jogador não deverá em nada à proposta feita pelo clube paulista, que bate na casa do R$ 400 mil por mês.

Montillo pediu por valorização
AE
Montillo pediu por valorização

Leia também: Cruzeiro confirma contato com Santos por troca entre Montillo e Ganso

"Vamos tentar solucionar isso e vamos ver o clube de São Paulo que procurou o jogador e encheu a cabeça dele e do empresário com salários irreais para o futebol brasileiro. Vai ser difícil para o Cruzeiro, mas sabemos que trabalhando com direitos de imagem vamos conseguir a verba que os clubes de São Paulo ofereceram", disse, em entrevista à TV Bandeirantes.

E mais: Cruzeiro culpa governo de mineiro por salários atrasados e crise financeira

A irritação de Gilvan é com o Corinthians, que vem tentando a contratação do meia desde o fim do ano passado. O clube paulista ofecereu R$ 20 milhões aos mineiros, que querem mais de R$ 36 milhões pelo atleta que tem contrato até 2015.  Montillo já manifestou interesse de defender o Corinthians , que teria lhe oferecido mais que o dobro que Montillo recebe no Cruzeiro.

Confira ainda: Atrasos no Cruzeiro renovam esperanças por Montillo no Corinthians

"Ainda não pararam as propostas. Existem boatos, sondagens. Todos querem um atleta como o Montillo e o Cruzeiro também. Queremos fazer uma grande equipe e contamos com ele. O Montillo virou a bola da vez no Brasil. Como não tínhamos interesse em vendê-lo, ficamos satisfeitos que as equipes não tenham chegado aos valores pedidos por nós", afirmou o presidente cruzeirense.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.