Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Gilson precisa calibrar cruzamentos no Grêmio

Em oito jogos, lateral-esquerdo acertou quatro e errou 15 tentativas de levantar a bola na área

Hector Werlang, iG Porto Alegre |

Titular de Renato Gaúcho, Gilson não tem êxito em um de seus principais fundamentos: o cruzamento. É de 22% o aproveitamento do lateral-esquerdo, algo que prejudica outro dado estatístico, a assistência. Em oito jogos pelo Grêmio, entre Gauchão e Libertadores, o jogador não deu passe para nenhum gol.

Estes números ajudam a entender as críticas da torcida. Foram 19 tentativas de cruzamento com quatro acertos e 15 erros, segundo dados do Footstats. Para comparar: Gabriel, o companheiro da direita, tem 50% de acerto nas 19 tentativas nas mesmas oito partidas.

Vale lembrar, porém, que Gilson teve atuação destacada na vitória sobre o Oriente Petrolero, na estreia da fase de grupos do torneio sul-americano, ao inclusive marcar um gol.

Aquela partida, aliás, é o argumento de Renato para mantê-lo no time. Para o treinador, Gilson confirmou as qualidades que o levaram a ser comprado do Paraná:

“Não me enganei ao pedir a sua contratação. Gilson ainda vai melhorar e nos ajudar muito”.

O jogador admitiu estar aquém do que mostrou, por exemplo, no Brasileirão do ano passado. Após a partida contra o Oriente, tinha dito que o gol iria ajudar a retomar a confiança. Porém, no duelo seguinte, diante do Junior de Barranquilla, o time colombiano atacou especialmente pelo lado esquerdo do Grêmio.

Além de Gilson, Bruno Collaço é outra opção de Renato. O zagueiro Neuton também pode ser improvisado no setor.

Leia tudo sobre: grêmiogilsoncruzamentos

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG