Tamanho do texto

Salvo um efeito suspensivo, técnico do Cruzeiro acompanhará das cabines os seus comandados contra Flamengo e Palmeiras

_CSEMBEDTYPE_=inclusion&_PAGENAME_=esporte%2FMiGComponente_C%2FConteudoRelacionadoFoto&_cid_=1237859914049&_c_=MiGComponente_C

Em julgamento realizado na tarde desta sexta-feira no Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD), o Cruzeiro teve boas e más notícias para as duas rodadas restantes do Campeonato Brasileiro. O meia Gilberto e o zagueiro Gil foram suspensos por um jogo, já cumpridos por ambos, enquanto o técnico Cuca ficará de fora do banco de reservas nas últimas duas partidas.

O meio-campista pegou uma partida por ter sido julgado como culpado no artigo 258 do Código Brasileiro de Justiça. Ele segue suspenso para o jogo com o Flamengo, já que também levou o terceiro cartão amarelo contra o Corinthians, mas poderá entrar em campo ante o Palmeiras. Suspenso por um jogo no artigo 250, o zagueiro Gil atua já contra o time da Gávea.

Por outro lado, Cuca foi suspenso por dois jogos, não poderá comandar a equipe do banco nas rodadas finais e, salvo um efeito suspensivo, acompanhará das cabines os seus comandados contra Flamengo e Palmeiras. Para a partida contra o rubro-negro, é quase certa sua ausência.

Ainda fora de campo, o presidente Zezé Perrela foi condenado a pagar R$ 15 mil e foi suspenso por 30 dias. Tudo isso, pelas acusações e protestos em direção ao árbitro Sandro Meira Ricci.