Técnico testou duas formações diferentes, sempre no 4-4-2, e disse que gostou das duas opções

Derrotado pelo Icasa por 3 a 1 no último sábado, o técnico Geninho realizou um treinamento diferenciado nesta quinta-feira no comando do Vitória . Além de realizar mudanças no time titular, o treinador testou novos esquemas táticos, visando uma vitória no embate contra o Guarani, nesta sexta-feira, pela terceira rodada da Série B do Brasileirão.

Ao longo do coletivo, Geninho levou a campo um time com duas formações diferentes, entretanto, ambas no 4-4-2. "Nós tivemos dois tipos de posicionamentos e farei a opção por um deles para iniciar. "Os dois me agradaram bastante. Como eu disse, eles são diferentes", disse o técnico.

"No primeiro, eu fico de uma maneira mais agressiva, um pouco mais na frente, e fico um pouco vulnerável ali na frente da zaga. No segundo, eu fico um pouco mais seguro. Ficou um pouco prejudicada a observação maior no segundo tempo porque eu perdi o Nino (poupado), que seria uma saída mais rápida pelo lado", continuou Geninho.

O jogador foi retirado do coletivo por ter sofrido uma pancada dura no pé, nos 30 minutos finais de treinamento. Após os trabalhos, o treinador se esquivou e disse não ter definido o time ideal para o próximo confronto do Vitória. "Não tenho ainda a definição, vou analisar com calma o que foi feito. Tivemos bons momentos nos dois períodos. conversar com os auxiliares que também observaram e poder definir", concluiu.

Geninho ainda deu atenção à lateral esquerda da equipe. Contratado no início do ano, Ernani, que não agradou a antiga comissão técnica do Vitória, recebeu uma segunda chance nesta quinta e treinou entre os reservas. "Estamos atrás de um lateral esquerdo e tinha um aqui. Assim, dei uma nova chance a ele", encerrou Geninho. Para o posto, o comandante ainda pode ter à sua disposição Fernandinho, recentemente chegado ao clube e que já foi regularizado.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.