Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Gattuso escapa da acusação de agressão em julgamento da Uefa

Atleta do Milan foi denunciado por má conduta esportiva, que tem como pena aplicável suspensão por um jogo ou por período de tempo

Reuters |

Reuters
Gattuso, capitão do Milan, discute com Joe Jordan, auxiliar técnico do Tottenham

Capitão do

Milan

,

Gennaro Gattuso

escapou de ser acusado de agressão pela cabeçada dada no assistente técnico do Tottenham Joe Jordan, informou a Uefa nesta quinta-feira. O porta-voz da entidade disse que o volante de 33 anos foi acusado de má conduta esportiva, que, segundo o código disciplinar na Uefa, tem como pena aplicável "suspensão por um jogo ou por específico período de tempo". Gattuso vai conhecer sua pena na segunda-feira.

A acusação de agressão tem como pena mínima uma suspensão de três jogos, podendo aumentar para um mínimo de cinco jogos em caso de agressão grave. Gattuso desculpou-se pelo que chamou de comportamento "imperdoável".

O ex-jogador da seleção italiana discutiu com o assistente técnico Joe Jordan e o empurrou pelo pescoço à beira do campo durante o jogo de terça-feira da Liga dos Campeões, no San Siro, que foi vencido pelo Tottenham por 1 x 0. Depois da partida, Gattuso acertou uma cabeçada em Jordan, e precisou ser contido por seus companheiros de clube.

Gattuso já está suspenso para o jogo de volta, em Londres, por ter recebido o segundo cartão amarelo na terça.

Jordan, ex-jogador da seleção da Escócia, tem reputação de durão conquistada ao longo de sua carreira pelos clubes Leeds United, Manchester United e no próprio Milan.

Leia tudo sobre: ESPORTESFUTGATTUSOESCAPAAGRESSAO

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG