Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

"Gato" africano é destaque no Corinthians

Com 18 anos, jogador rebate dúvidas sobre idade e promete empenho para defender sua equipe na Copinha

Bruno Winckler, iG São Paulo |

O Corinthians que estreia nesta quarta-feira na Copa São Paulo tem um jogador que chamará muito a atenção dos rivais. Ainda mais dos atacantes adversários. Vicent Bikana, zagueiro camaronês de 18 anos, tem o porte físico de um jogador bem mais velho e já perdeu as contas das vezes que teve de responder às dúvidas em relação à sua idade. “Eu não sou gato, não”, disse, sorridente, o jogador que ainda arranha poucas palavras em português.

A força de Vincent realmente espanta. Se observado lado a lado com jogadores da mesma idade que treinam com ele no Parque São Jorge, os mais desavisados podem acreditar que um profissional entrou no time de garotos para completar a equipe. “Lá em Camarões todos os jogadores são grandes assim. Eu tenho 18 (anos)”, disse o garoto, de 1,86m e 99 quilos, que nem liga mais para quem questiona sua idade.

Bruno Winckler
Vincent Bikana, após treinos no Parque São Jorge
O Corinthians se resguarda bem da possibilidade de Vincent ser mais velho do que realmente é. O clube já fez dois testes ósseos no jogador que detectaram que Vincent tem mesmo a idade que diz ter. “Ele foi um grande reforço para o nosso time. É um zagueiro de ótimo porte. Ainda tem que aprender um pouco de tática, posicionamento, mas é duro na queda”, disse o técnico Zé Augusto.

Vincent chegou ao Brasil por meio de um intercâmbio entre clubes de Camarões com o Olé Brasil, time de empresários mantido na cidade de Ribeirão Preto. Lá foi campeão paulista sub-17 de 2009. Em maio de 2010 foi emprestado para o Corinthians até o final da Copa São Paulo. Dia 31 de janeiro terá de voltar para o Olé Brasil se o Corinthians não renovar o empréstimo.

“Eu não quero voltar. Quero ficar, é um time grande. Aparecer na Copinha e ficar no Corinthians”, disse Vincent.

Um dos motivos para Vincent querer continuar no Corinthians está no elenco dos profissionais: Ronaldo. Em um treino, dia 11 de agosto no Parque São Jorge, o garoto africano pôde treinar contra o ídolo e marcá-lo de perto. “Ele falou para eu não bater nele. Eu não bato, não. Falei para ele”, disse Vincent, com o sorriso no rosto que lhe é característico.

Antes de voltar a marcar Ronaldo, Vincent terá a missão de ajudar o Corinthians a avançar na Copa São Paulo. A estreia será contra o Cacerense, do Mato Grosso, nesta quinta-feira, dia 5, em Barueri. “É a minha chance de aparecer no Brasil. Tenho que jogar legal”, disse Vincent, esperançoso. Em 2009, ainda pelo Olé Brasil, o zagueiro foi eliminado na primeira fase do torneio. “Quero ser campeão desta vez”.

Leia tudo sobre: corinthiansvincentCopa SP

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG