Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Garantido na ponta, Barcelona recebe Rubin Kazan na Liga dos Campeões

No primeiro encontro entre os dois times, os espanhóis não se deram bem e ficaram apenas no empate em 1 a 1, decepcionando seus torcedores

Gazeta Esportiva |

O Barcelona terá, nesta terça-feira, seu último compromisso pela primeira fase da Copa dos Campeões. O time recebe, às 17h45 (horário de Brasília), o Rubin Kazan, no Camp Nou. Ao mesmo tempo, o Copenhagen irá tentar garantir sua classificação diante do Panathinaikos, da Grécia. Todas as partidas serão válidas pelo Grupo D da competição.

O Barcelona que também lidera o Campeonato Espanhol, não fez a primeira fase que desejava, tendo empatado duas partidas. Para fechar a fase de grupos da melhor maneira possível e chegar ao mata-mata com moral, o clube vai em busca da vitória diante dos russos, que contam com o brasileiro Carlos Eduardo como principal estrela.

Outro grande fator motivacional é o fato de os três finalistas do prêmio de melhor jogador do mundo dado pela Fifa e pela revista francesa France Football serem da equipe catalã. Iniesta, Xavi e Messi são os finalistas e querem mostrar em campo que merecem o título.

No primeiro encontro entre os dois times, o Barça não se deu bem e ficou apenas no empate em 1 a 1, decepcionando seus torcedores.

Para o Rubin, a partida é decisiva já que a equipe não pode pensar em ser derrotada se quiser se classificar para a próxima fase. Os russos têm seis pontos contra sete do Copenhagen, que está em segundo no grupo.

O Copenhagen, inclusive, irá enfrentar o lanterna do grupo Panathinaikos, para tentar carimbar seu passaporte à próxima fase da principal competição européia.

Os dinamarqueses estão com a segunda melhor campanha do grupo, e ainda contam com o fator casa diante dos gregos para se garantir nas oitavas de final da competição. Uma vitória garante o time da Dinamarca na próxima fase.

A única motivação do Panathinaikos é estragar a festa. O técnico da equipe, Jesualdo Ferreira, afirmou que os dinamarqueses não encontrarão facilidade. "Um time grego jamais terminou na última colocação em um grupo da Copa dos Campeões com só dois pontos e temos que garantir que isto não irá acontecer neste ano. Temos dignidade profissional e lutaremos por uma vitória. E, por último, mas não menos importante, há muito dinheiro em jogo", disse o treinador do já último colocado do Grupo D.

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG