Meia se recupera de uma lesão muscular na coxa direita, mas quer entrar em campo no Pacaembu, na próxima quarta

O meia Paulo Henrique Ganso não esteve presente no empate com o Peñarol (Uruguai), na noite desta quarta-feira, no Estádio Centenário de Montevidéu (Uruguai). Em recuperação de uma lesão muscular na coxa direita, o camisa 10 acompanhou a partida de ida das finais da Copa Libertadores da América em Santos e acredita que o resultado obtido pela equipe na capital uruguaia deve ser valorizado pelas dificuldades enfrentadas fora de casa.

"O Peñarol é um adversário duríssimo. Não foi à toa que eles chegaram na final. Mas podemos considerar que foi um bom resultado o empate lá no Uruguai. Agora podemos com uma vitória por placar mínimo na próxima quarta sermos campeões", disse Ganso, em entrevista à ESPN Brasil .

Entusiasmado com a possibilidade de ser campeão da Libertadores pelo time santista, o meia espera ter um bom rendimento nos treinos, para poder atuar na decisão marcada para a próxima quarta, no Pacaembu.

Porém, técnico Muricy Ramalho adota a cautela e diz que Paulo Henrique precisa trabalhar mais com bola para que ele tenha certeza sobre a sua escalação diante do Peñarol. A palavra do departamento médico do clube também será ouvida sobre as condições de Ganso.

"Estou me preparando aos poucos pra estar à disposição do Muricy na quarta. Estou com muita vontade de jogar. Quero ajudar os meus companheiros a conquistar esse título tão importante para a história do Santos", concluiu o maestro santista.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.