Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Ganso tranquiliza a torcida do Santos: "Tenho vontade de ficar"

Diretoria santista espera acertar plano de carreira para o meio-campista na próxima segunda-feira

Gazeta Esportiva |

O meia Paulo Henrique Ganso fez questão de tranquilizar a torcida do Santos após a derrota por 2 a 1 para o Bragantino, no sábado. Enquanto seus companheiros deixavam o campo irritados com o resultado, o prata da casa falava em permanecer no Brasil e em ajudar a equipe a reagir no Campeonato Paulista e na Copa Libertadores da América.

"A torcida pode ficar tranquila. Tenho vontade de ficar", afirmou Ganso, sem demonstrar preocupação excessiva com as derrotas para Colo Colo e Bragantino. "Claro que perder duas vezes seguidas é complicado para um time grande como o Santos, mas vamos treinar forte para voltar a ganhar", prometeu.

Gazeta Press
Paulo Henrique Ganso participou da derrota do Santos para o Bragantino
A preocupação de Ganso em enfatizar a sua permanência na Vila Belmiro não é sem motivo. O meia já pediu para ser valorizado pela diretoria, que promete reformular seu contrato na próxima semana. "Isso se deve ao fato de ele ter surgido como um talento muito grande do futebol brasileiro. É preciso rever os valores e fazer um plano de carreira, como acertamos com o Neymar", comparou o diretor de futebol Pedro Luiz Nunes Conceição.

O impasse a ser resolvido é em relação à multa rescisória do contrato de Ganso. O Santos pretende manter o valor fixado em € 50 milhões, enquanto os investidores do Grupo DIS, donos de 45% dos direitos econômicos do jogador, almejam uma redução para € 35 milhões. "Isso não faz nenhum sentido", advertiu Pedro Luiz. "É importante salientar que o Paulo Henrique teve um comportamento extremamente profissional conosco. Fizemos uma proposta e aguardamos a resposta dele em uma reunião prevista para a próxima segunda-feira", completou.

À espera da resolução do impasse, Ganso espera dias melhores para o Santos. "Lamentamos bastante as derrotas para Colo Colo e Bragantino, mas vamos continuar trabalhando. O Marcelo Martelotte é o nosso técnico hoje e vamos respeitar o que ele está fazendo. A diretoria saberá agir da melhor maneira para o Santos", discursou, disposto a colaborar.

"Fisicamente, estou bem, sem problemas. Lógico que é difícil ficar um período longo afastado do futebol por causa da lesão que sofri, mas vou readquirir o melhor ritmo com a sequência de treinos e jogos", garantiu Paulo Henrique Ganso.

Leia tudo sobre: santosgansocampeonato paulista 2011

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG