Liberado pelos médicos, escalação do camisa 10 do Santos contra o Peñarol só depende de Muricy Ramalho

Gazeta Press
Ganso se recuperou de lesão sofrida nas finais do Paulistão e pode voltar em momento decisivo
O meia Paulo Henrique Ganso pode atuar na decisão contra o Peñarol nesta quarta-feira, às 21h50 (de Brasília), no estádio do Pacaembu, pelo segundo jogo da final da Copa Libertadores da América. O departamento médico do Santos liberou o camisa 10 para atuar os 90 minutos da partida. Desta forma, a escalação de Ganso depende apenas do técnico Muricy Ramalho.

Entre para a Torcida Virtual do Santos e convide seus amigos

"O Ganso está liberado para jogas os 90 minutos. Está 100% e sem nenhuma limitação mais. A escalação dele depende apenas do quesito técnico, depende de o Muricy escalá-lo ou não, mas ele está liberado", afirmou o médico do Santos, Rodrigo Zogaib.

Muricy ainda não confirmou se utilizará Ganso na decisão contra o Peñarol. O treinador também não comandou nenhum coletivo e mantém o mistério. O lateral-direito Pará é o mais cotado para deixar o time com o retorno de Ganso. Nesse caso, Muricy deslocará Danilo para a lateral, e formará o meio-campo com Adriano, Arouca, Elano e Ganso.

Siga o iG Santos no Twitter e receba todas as informações do seu time em tempo real

Além de Paulo Henrique Ganso, o técnico santista terá o retorno do lateral-esquerdo Léo , que está recuperado de uma lesão no tornozelo direito. Já o lateral-direito Jonathan não se recuperou de um edema muscular na coxa direita e segue vetado pelo departamento médico.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.