Camisa 10 trocou meio-campo pelo ataque nos últimos quatro jogos, e encerrou jejum de gols no Brasileiro

A evolução do meia Paulo Henrique Ganso nos últimos quatro jogos influenciou nos resultados positivos do Santos nas últimas rodadas do Campeonato Brasileiro. Para isso, o camisa 10 teve que acatar um pedido do técnico Muricy Ramalho, que insiste em manter o meia mais próximo do ataque.

Tenha as estatísticas no seu iPhone e faça comparações entre times e jogadores

Neymar e Ganso comemoram o bonito gol do camisa 10 santista no clássico contra o São Paulo
Gazeta Press
Neymar e Ganso comemoram o bonito gol do camisa 10 santista no clássico contra o São Paulo

Ganso obedeceu e esteve mais perto dos atacantes nos últimos quatro jogos (contra Coritiba, Bahia, Fluminense e São Paulo), fator que colaborou pela evolução do meia em diversos fundamentos. Segundo estatísticas do Footstats, o camisa 10 teve 131 segundos de posse de bola no ataque, e 113 segundos no meio-campo.

Entre para a Torcida Virtual do Santos e convide seus amigos

Com isso, o meia finalizou mais para o gol, objetivo principal do pedido de Muricy Ramalho. Foram 11 chutes nas últimas quatro partidas. Em um deles, o meia marcou um golaço contra o São Paulo e impediu a derrota santista ao empatar o clássico por 1 a 1, no último domingo, na Vila Belmiro.

Ganso marcou seu primeiro gol no Campeonato Brasileiro, fato que não acontecia desde 2009. O último havia acontecido no empate por 2 a 2 entre Santos e Avaí, na Ressacada, dia 21 de novembro, pela 37ª rodada do Brasileiro.

Siga o Twitter do iG Santos e receba notícias do time em tempo real

O novo posicionamento de Ganso o ajudou em outros fundamentos. Em quatro jogos, o meia acertou 102 passes e errou apenas 24. O meia também teve poucas bolas perdidas: somente 18.

Veja a classificação do Campeonato Brasileiro

Muricy Ramalho não estava satisfeito com o desempenho de Ganso, e pediu para o jogador atuar mais próximo da área. “Ele precisa finalizar um pouco mais. Se a gente olhar o mundo, os camisas 10 do mundo fazem gols. Eles são decisivos, vem de trás. Ele precisa melhorar nesse sentido. Hoje (Contra o Bahia) ele armou bem, marcou bem, fez um bom trabalho”, afirmou Muricy antes do jogo contra o Coritiba há duas semanas.

Confira o golaço de Ganso contra o São Paulo:

null

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.