Time teve que mudar escalação em todas as rodadas do Brasileiro. Contra o Vasco, não terá Oscar e Bolatti

Independente de ganhar, perder ou empatar, Falcão ainda não conseguiu repetir escalação. O Inter não deu uma sequência ao mesmo time nas oito primeiras rodadas do Brasileirão. Lesões e suspensões impedem que o treinador coloque sua vontade em prática.

“Gosto sempre de repetir o time. O Kléber levou uma pancada na perna, Bolatti levou cartão... Temos que ver a recuperação. Quero ver o desgaste dos jogadores”, comentou Falcão, após vencer o Atlético-PR .

Entre para a Torcida Virtual do Inter e convide seus amigos

Grêmio tem a maior torcida do Twitter. Amplie a do Inter

A repetição não poderá ser feita neste sábado, 18h30, quando o Inter visita o Vasco. O volante Bolatti recebeu o terceiro cartão amarelo, e o meia Oscar voltou para a seleção brasileira sub 20. Os desfalques serão amenizados pela volta de D´Alessandro, que cumpriu suspensão, e Juan, que foi cedido pela sub 20.

“D´Alessandro pode fazer o que o Oscar fez. O Fabrício começou seu primeiro jogo. Tem muita qualidade com a perna esquerda. Ele só fez um coletivo, mas se entregou bem. A tendência é que ele vá melhorando. A atuação foi boa, mas acho que ele ainda pode melhorar mais”, avaliou o treinador.

O treino deste sábado vai definir a escalação do Inter. Glaydson deve substituir Bolatti. Ricardo Goulart poderá ganhar a vaga de Fabrício, pois se adapta melhor ao lado direito do campo. A escalação mais provável é Muriel; Nei, Bolívar, Juan e Kléber; Glaydson, Guiñazu, Fabrício (Ricardo Goulart) e D´Alessandro; Zé Roberto e Leandro Damião.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.