Técnico do Avaí respondeu com rispidez quando foi questionado sobre o assunto, após derrota para o Vasco

O Avaí perdeu por 2 a 0 para o Vasco em plena Ressacada e continua desesperado na zona do rebaixamento no Campeonato Brasileiro. O cenário amplamente negativo ameaça seriamente o cargo do técnico Alexandre Gallo, mas ele garante que não vai se demitir.

Questionado sobre a possibilidade de colocar seu cargo à disposição e deixar a decisão de mantê-lo ou não nas mãos da diretoria, ele respondeu com rispidez. "Pra quê? Isso é para os fracos, para os covardes. Sou forte e vou encarar essa situação de frente".

Parte da torcida da equipe catarinense gritou "adeus, Gallo", mas o técnico garante não se abalar com a pressão. "Eu encaro com naturalidade, isso é direito deles. Estamos em um momento ruim e o torcedor está magoado, machucado, assim como nós".

O comandante, no entanto, elogiou o Vasco para dizer que sua equipe não foi tão mal. "Não adianta olhar só o resultado. Encaramos um adversário forte, que tem um meio-campo muito bom, um dos melhores do Brasil. O Cruzeiro tem um dos melhores elencos do País e perdeu quatro seguidas recentemente, então por que o Avaí não pode perder? Jogamos perto do limite", rebateu.

null

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.