Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Gales e Escócia recusam seleção britânica de futebol para 2012

Comitê Olímpico Britânico anunciou "acordo histórico", mas federações de futebol dos dois países negaram

Reuters |

A Associação Olímpica Britânica (Boa, na sigla em inglês) entrou em uma polêmica ao anunciar que seleções de futebol masculino e feminino com jogadores de Inglaterra, Irlanda do Norte, País de Gales e Escócia representaria a entidade nos Jogos Olímpicos de 2012, em Londres. O "acordo histórico", como foi anunciado pela Boa, foi imediatamente negado pelas federações nacionais galesa e escocesa.

Ambas as federações reagiram negativamente, e com surpresa, depois que a Associação Olímpica Britânica anunciou o suposto acordo, que colocaria fim a 52 anos de ausência da Grã-Bretanha nos torneios olímpicos de futebol. Anúncio que foi feito um dia após o chefe da federação escocesa, Stewart Regan, afirmar em público que a Escócia continua contra participar de qualquer equipe britânica.

Um porta-voz da Federação Galesa, que também se opõe que seus jogadores se unam a uma equipe britânica, disse que o comunicado da associação britânica parece ser apenas "um amontoado de notícias antigas" e acontece "totalmente fora de hora". "Não há nenhum novo acordo firmado, nem nenhum trato alcançado", disse Ceri Stennett.

Nas Olimpíadas, os quatro países formam uma única delegação para representar a Grã-Bretanha, por isso a Boa anunciou que as equipes de futebol contariam com jogadores de todos eles. Isso apesar de as equipes serem selecionadas e dirigidas pela Federação Inglesa (FA).

"Em coerência com os requisitos estipulados na Carta Olímpica, o critério de seleção será completamente não discriminatório", disse a associação no anúncio. "Jogadores da Inglaterra, Escócia, Gales, Irlanda do Norte e outros territórios cobertos sob a competência da Boa, que cumpram os padrões competitivos aprovados, estarão elegíveis para consideração e seleção."

A entidade alega que a FA já teria consultado as federações de Escócia, Gales e Irlanda do Norte para desenvolver os critérios da seleção. "Foi uma longa jornada de seis anos para chegarmos a esse ponto", afirmou a Boa, contradizendo as declarações dos dirigentes galeses e escoceses.

*com Reuters

Leia tudo sobre: futebol mundialinglaterraescóciapaís de gales

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG