Clube paulista, porém, nem cogita vender seu camisa 9 para qualquer clube no momento

O atacante Luis Fabiano voltou no começo deste ano para o São Paulo , ainda nem estreou por conta de uma cirurgia no tendão do músculo semitendíneo, atrás do joelho, e já pode se despedir do clube paulista sem entrar em campo. Isso porque o Galatasaray, da Turquia, emitiu um comunicado oficial em seu site informando que iniciou as conversas para a transferência do atacante.

Siga o iG São Paulo no Twitter

O centroavante estava no Sevilla e chegou ao São Paulo em março de 2011, e custou cerca de R$ 17,5 milhões aos cofres tricolor. A imprensa turca já repercute a informação do Galatasaray e especula-se que o clube europeu pretende pagar algo em torno de R$ 8 milhões pelo camisa 9, que tem contrato com o time do Morumbi até 2015.

Entre para a Torcida Virtual do São Paulo e convide seus amigos

Além de Luis Fabiano, a nota no site informa que o clube da Turquia também negocia com a Lazio, da Itália, a contratação do goleiro uruguaio Fernando Muslera, um dos destaques da seleção do seu país que ficou na quarta colocação na última Copa do Mundo, na África do Sul.

Em contato com a reportagem do iG , o diretor de futebol Adalberto Baptista se mostrou bastante surpreso com a informação vinda da Turquia. "É óbvio que não estamos negociando, ele nem estreou. Pode chegar a proposta que for que não vai ser feito nenhum tipo de negócio", comentou o dirigente são-paulino.

Luis Fabiano conversa com Carpegiani no CT
Vipcomm
Luis Fabiano conversa com Carpegiani no CT

Além da negativa de Adalberto, o São Paulo também divulgou uma nota em seu site sobre o assunto. Veja abaixo o informativo na íntegra :

Em resposta às notícias veiculadas nesta sexta-feira, dia 01, sobre uma suposta transferência envolvendo o atleta Luis Fabiano Clemente, o São Paulo Futebol Clube esclarece que não há nenhuma negociação em andamento e muito menos qualquer interesse em liberar o jogador.

É importante ressaltar que existe rígida legislação da FIFA penalizando clubes que mantenham contato direto com atletas sem consentimento do clube detentor de seus direitos federativos, o que caracterizaria um possível aliciamento.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.