Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Gabriel teme nova lesão e não sabe se volta ao Grêmio

Jogador trata coxa direita há 26 dias e permanece como dúvida contra o Atlético-PR

Hector Werlang, iG Porto Alegre |

Wesley Santos/Pressdigital
Gabriel treina fisicamente desde segunda-feira no Grêmio
Ao mesmo tempo em que assusta o preparador físico do Grêmio, Flávio de Oliveira, o alto número de lesões musculares faz os jogadores terem cautela no tratamento. É, ao menos, o caso de Gabriel, que cura um problema na coxa direita desde o dia 1º de maio, passou pela previsão de retornar ao time em três semanas e, mesmo assim, ainda não sabe quando ficará à disposição de Renato Gaúcho.

"Não foi uma lesão simples e os próprios fisioterapeutas disseram que a musculatura engana. Se eu estiver 100%, a vontade de jogar sempre existe, porém, o importante é fazer uma boa recuperação para voltar e não repetir o problema", comentou o lateral-direito.

A escalação dele contra o Atlético-PR, portanto, depende dos treinos de quinta-feira e sexta-feira e de uma conversa entre o preparador e o treinador. Isto porque, desde segunda-feira, o atleta recupera a forma física, mas ainda não participou de nenhum trabalho com bola.

"Se não voltar domingo, na outra rodada (contra o Bahia, no Olímpico) sem dúvida nenhuma estarei presente", adiantou o jogador.

Gabriel não soube explicar o motivo de tantas lesões musculares no Grêmio: 20 jogadores tiveram este tipo de problema desde janeiro. Para o jogador, a preparação é feita de maneira correta. Com a experiência de ter atuado em grandes clubes brasileiros, na Espanha e na Grécia, o lateral disse que os treinos no clube gaúcho são normais:

"Nunca me senti fadigado, de estar morto, de não conseguir desempenhar por causa de muito ou pouco treino."

Caso Gabriel não seja liberado, Mário deve continuar como titular. A partida é às 16h de domingo.

Leia tudo sobre: grêmiobrasileirão 2011gabriel

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG