Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

"Futebol feminino tem maior dimensão social que o masculino", diz Blatter

O presidente da Fifa analisou a situação do futebol feminino na véspera do dia Internacional da Mulher

EFE |

O presidente da Fifa, Joseph Blatter, afirmou nesta quarta-feira, que o futebol feminino tem "maior dimensão social que o masculino" e que desempenha um importante papel "na emancipação das mulheres", em entrevista na página oficial da entidade.

Leia mais: Em carta, Blatter pede desculpas e quer reunião com Dilma

EFE
Joseph Blatter disse que o futebol feminino tem mais dimensão do que o masculino
Por conta do dia Internacional da Mulher, celebrado no dia 8 de março, o líder da Fifa analisou a situação do futebol feminino, sua influência nas mulheres, e falou também sobre a permanência do esporte em países com tradição no esporte.

Deixe o seu recado e comente esta notícia com o utros torcedores

"O futebol em particular, desempenhou um importante papel na emancipação das mulheres desde o início. Neste sentido, o futebol feminino tem uma dimensão social mais forte que o masculino; e tanto as jogadoras, como as espectadoras, têm uma relação diferente com o esporte. Isto não rebaixa o futebol feminino à categoria de mera competição esportiva; ao contrário, somente o realça", declarou.

Blatter informou que a Fifa se propôs a alcançar as metas sociais do futebol feminino, e destacou, entre outras, "a promoção da igualdade de oportunidades" tanto no esporte como "nas demais áreas da vida". Destacou que a entidade esportiva oferece um respaldo direto às associações e confederações membros, assim como à organização e à estrutura de torneios, que já é igual para homens e mulheres no futebol juvenil (sub-17 e sub-20).

Confira ainda: Valcke envia carta de desculpas e culpa tradução por crise

Porém, segundo sua opinião, um dos segredos para o desenvolvimento deste esporte no mundo é sua consolidação em nível de clubes. Para isso, lembrou que "as associações se comprometeram a empregar pelo menos 15% da ajuda financeira que recebem da Fifa no futebol feminino". "É importante que as associações adotem essa norma e a utilizem para contratar pessoal dedicado à tarefa de impulsionar o futebol feminino em seu país. Os grandes passos que alguns países deram nos últimos anos servem de excelente exemplo", frisou.

E mais:
Em carta à Fifa, ministro do Esporte pede afastamento de Valcke

"Além disso, é fundamental que os clubes masculinos se solidarizem com o futebol feminino, apoiando suas equipes, e permitindo o compartilhamento de suas instalações, serviços e comissão técnica", acrescentou. Por último, falou sobre o crescimento dos eventos esportivos onde o futebol feminino é protagonista e do aumento da atenção midiática gerada pelo esporte. "Na Alemanha, por exemplo, houve mais telespectadores nas partidas da seleção feminina alemã na Copa do Mundo da categoria em 2011 que nas da seleção masculina no Mundial de 2010. Outrora, isso seria inconcebível", finalizou Blatter.

Leia tudo sobre: fifajoseph blatter

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG