Cerca de 30 pessoas foram presas por suspeita de manipulação de resultados. Campeão turco está envolvido

EFE
O presidente do Fenerbahçe, Aziz Yildirim (à direita) foi um dos detidos neste domingo
Cerca de 30 pessoas ligadas ao futebol turco, entre diretores, técnicos e jogadores de várias equipes foram detidos neste domingo sob suspeita de terem "entregado" partidas para se beneficiar dos lucros de apostas. Entre eles está o presidente do Fenerbahçe, Aziz Yildirim, atual campeão turco e no qual atuam o meia Alex, o lateral André Santos e o zagueiro Diego Lugano, informou a agência de notícias "Anatolia".

Agentes do departamento de crime organizado estiveram nas residências dos suspeitos e nos edifícios dos clubes onde eles atuam durante a manhã, após uma longa investigação. O vice-presidente do Fenerbahçe, Sekip Mosturoglu, o recém-transferido jogador Sezer Oztürk e o presidente do Sivasspor, Mecnun Odyakmaz, também foram detidos.

A investigação tem como foco principal os resultados das últimas partidas do Fenerbahçe, que foram determinantes para que o time conquistasse o título. Fundado em 1907 no bairro Kadikoy de Istambul, o "Fener" é um dos clubes mais ricos da Turquia e foi 18 campeão nacional. Outras equipes da primeira divisão que também estão sendo investigadas por irregularidades nos resultados são Trabzonspor, Sivasspor e Besiktas.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.