Espanha não teve dificuldade de passar pela seleção de Liechtenstein e enfiou um sonoro placar de 6 a 0

Reuters
Villa domina a bola na vitória por 6 a 0 contra Liechtenstein
A seleção espanhola entrou em campo no estádio de Las Gaunas, em Logroña como franco favorita diante de Liechtenstein, lanterna do Grupo I das Eliminatórias da Eurocopa de 2012, e acabou refletindo o favoritismo dentro de campo, goleando pelo placar de 6 a 0.

A campeã mundial e da Eurocopa de 2008 não teve piedade e começou a partida com uma formação bastante ofensiva, tendo a dupla de zaga formada por Busquets e Albiol , com Sérgio Ramos e Arbeloa nas laterais. O meio-campista Xabi Alonso era o mais defensivo do setor.

Logo aos três minutos, Negredo , que foi o nome do jogo, avançou com total liberdade na fraca defesa adversária, que não esboçou reação. O chute, no entanto, saiu pela linha de fundo.

Nos minutos seguintes, a Espanha continuaria mostrando o motivo de merecer a classificação antecipada para a competição continental e chegou perto de abrir o placar aos cinco, aos nove, aos treze e aos vinte, todas não aproveitadas por Villa e Negredo, que se entrosaram com muita facilidade no setor ofensivo da Fúria, que teve calma para abrir o placar.

Xavi buscou uma bola no campo de defesa e muniu Negredo que, aos 34 do primeiro tempo, fuzilou o goleiro Jehle e anotou o primeiro da Espanha. Com a "porteira aberta", como se diz no mundo do futebol, os outros gols saíram sem tanto sofrimento.

O próprio Negredo, que participou de chance clara de gol aos 36, aumentou o placar no minuto seguinte. Após passe de Iniesta, sempre com qualidade, Villa não foi "fominha" e muniu o artilheiro.

Espanhóis comemoram gol de Villa na vitória por 6 a 0
AP
Espanhóis comemoram gol de Villa na vitória por 6 a 0

Ainda no primeiro tempo, Xavi fez o terceiro em cobrança de falta na qual o goleiro Jehle não se mexeu. O quarto gol sairia logo aos sete minutos da segunda etapa, confirmando a fragilidade do adversário. Em troca de passes entre Negredo e Sérgio Ramos, o lateral estava impedido, mas recebeu a bola e marcou o gol, que não foi anulado pela arbitragem.

Com o ítalo-brasileiro naturalizado espanhol Thiago Alcântara em campo, a Fúria não diminuiu o ritmo e construiu outras chances reais para humilhar Liechtenstein, que só assistia os gênios da bola trocarem passes e aguardarem o momento de surpreender o camisa um.

A partir dos 15 minutos, era a vez do outro artilheiro dar as caras. David Villa foi premiado duas vezes pela bela atuação. O segundo gol do camisa sete e sexto da Espanha, aos 34, sairia dos pés de Xabi Alonso , que cobrou falta e o deixou livre para marcar.

Sem dar qualquer chance de reação aos liechtensteinianos, a Fúria foi superior do início ao fim, venceu por 6 a 0 e coroou sua classificação para a Eurocopa de 2012, em que pretende defender o título.

Na outra partida do Grupo I, entre Escócia e Lituânia, os donos da casa levaram a melhor por 1 a 0, tomando o terceiro lugar na classificação da chave, que agora tem a Espanha na liderança seguida por República Tcheca, Escócia, Lituânia e Liechtenstein, que tem apenas quatro pontos ganhos.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.