Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Fúria faz River Plate fugir da torcida na Argentina

Com risco de rebaixamento, time se isolou em um hotel fazenda, na região da grande Buenos Aires

Marcel Rizzo, enviado iG a Buenos Aires |

A possibilidade de o tradicional River Plate ser rebaixado para a segunda divisão argentina enfureceu os torcedores e fez a delegação da equipe adotar a fuga no desembarque da viagem de Córdoba a Buenos Aires, no Aeroparque, um dia depois de perder do Belgrano por 2 a 0 no playoff do descenso. No domingo, às 15 horas, no Monumental de Nuñez, o River precisa vencer por dois gols de diferença para não descer de divisão pela primeira vez na história.

A fuga em aeroporto não faz parte da cultura dos argentinos, como ocorre no Brasil em qualquer crise dos clubes. A precaução de deixar o Aeroparque pela pista, porém, foi causada pelos acontecimentos durante e depois da derrota para o Belgrano. Os jogadores quase apanharam de torcedores no Sheraton de Córdoba depois do jogo.

“O River não pode cair, o River não pode”, gritava Mariano Rivas no saguão do Aeroparque, um dos poucos torcedores que esperava a delegação no aeroporto. Algumas pessoas com agasalho do River circularam pelo local por duas horas, falavam sempre ao telefone, rondavam a rua que dá acesso ao aeroporto, mas foram embora quando souberam que o ônibus pegaria o elenco diretamente na pista.

Rivas segurava um cartaz que pedia “ a cabeça de JJ Lopez”, apelido do técnico Juan José Lopez. A cena se tornava engraçada porque ele ficava ao lado de pessoas que seguravam cartazes com nomes comuns, como Martin e Juan, que eram aguardados em outros voos. Rivas por vários momentos chorava, descontrolado, e perguntava se “o River já chegou” a passageiros que deixavam a sala de desembarque.

A fúria dos torcedores atingiu jornalistas brasileiros do canal a cabo Sportv, que fizeram na noite de quarta-feira uma reportagem em um bar de Buenos Aires. Eles foram agredidos por torcedores do River que acompanhavam a partida pela TV, mas não tiveram ferimentos graves.

Torcida confirmada
A AFA (Associação de Futebol Argentino) decidiu nesta quinta-feira que o jogo de domingo entre River Plate e Belgrano serão disputado com a presença de torcedores nas arquibancadas. Com isso, acabou contrariando um desejo dos dirigentes do River, que preferiam que a partida fosse realizada com portões fechados. Vários ingressos já tinham sido vendidos via internet – há um programa eficiente de sócio torcedores com vantagens para comprar os bilhetes.


AP
O jogador Román é cercado por dois torcedores do River Plate, inconformados com a derrota da equipe

No jogo de Córdoba, torcedores do River fizeram um buraco no alambrado e invadiram o campo chegando até a empurrar o meia Román. O receio de agressões fez com que o grupo ficasse isolado até domingo: eles estarão hospedados em um hotel fazenda chamado Hindu Club, na cidade de Don Torcuato, na Grande Buenos Aires.

Antes de definir ir a Don Torcuato, a diretoria do River Plate cogitou ir a Pilar, cidade próxima a Los Cardales, concentração da seleção brasileira , mas desistiu porque não havia disponibilidade no Sheraton, hotel com estrutura para receber a delegação.

Na Argentina, a fórmula de rebaixamento é diferente do que no Brasil. Há uma média da pontuação dos três últimos campeonatos para se definir os dois que vão direto à Série B e os dois que enfrentam o terceiro e o quarto colocados da Segundona, no confronto chamado de “Promocíón”, que é o duelo do River contra o pequeno Belgrano.

Para domingo, o River tem três desfalques: o capitão Almeyda, Ferrari e Román estão suspensos. O presidente do clube é Daniel Passarela, ex-jogador da seleção argentina campeão do mundo em 1978, ex-treinador (dirigiu o Corinthians ) e que sofre pressão para demitir JJ Lopez antes do jogo de domingo. A princípio, o técnico, que abismou a Argentina ao chorar no banco quando o Belgrano fez o segundo gol em Córdoba, fica.

Leia tudo sobre: Futebol mundialArgentinaRiver Platetorcida

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG