Times não conseguiram sair do 1 a 1 e agora precisam de duas vitórias em três jogos para se livrarem do rebaixamento de vez

Lutando contra o fantasma do rebaixamento na Série B do Campeonato Brasileiro 2011 , ABC-RN e Paraná Clube não passaram de um empate em 1 a 1 no Estádio Frasqueirão, em Natal. Com o resultado, as duas equipes ainda podem cair, e faltando apenas três rodadas para o final da competição a permanência só será garantida sem ajuda de outros times com dois resultados positivos.

A equipe da casa abriu o placar aos 17 minutos da primeira etapa, com Leandrão, que aproveitou cruzamento de Pio e falha da defesa para desviar de cabeça para o fundo das redes. Com um a menos após a expulsão de Silvio, o Paraná chegou ao empate com Cambará, aos 12 minutos do segundo tempo.

Na próxima rodada, o ABC vai a São Paulo, onde encara o Grêmio Barueri, sábado, na Arena Barueri. Já o Paraná Clube recebe no mesmo dia o Guarani, na Vila Capanema, em Curitiba.

O jogo
Logo no primeiro lance de ataque, falta para o ABC. Na cobrança, Pio chutou de longe, direto pela linha de fundo. O Paraná respondeu apenas aos cinco minutos, com Dinélson, também de bola parada, cruzando na área e quase surpreendendo o goleiro Wellington. O jogo era corrido, mas sem grandes lances de perigo, com as ações se concentrando no meio-campo.

Aos poucos o time da casa se mostrava mais arrumado e tentava pressionar. Aos 12 minutos, Cascata recebeu na área e parou nas mãos de Zé Carlos, que deixou a meta para defender. Mas, aos 17 minutos, Pio fez o cruzamento, a zaga paranista não afastou e Leandrão desviou de cabeça para as redes. O momento era bom para o time potiguar. Aos 20 minutos, Leonardo subiu com liberdade na área e quase ampliou.

O ABC dominava as ações, empurrado pelo torcedor. Aos 26 minutos, Renatinho mandou uma bomba e Zé Carlos segurou. Dinélson tentava desequilibrar pelo Paraná. Aos 33 minutos, o meia chutou de fora da área, com muito perigo, para fora. Os jogadores paranista reclamavam de algumas marcações da arbitragem. Aos 36 minutos foi a vez de Lins arriscar o chute para outra boa intervenção de Zé Carlos. Ante do intervalo, o volante Sílvio reclamou com o árbitro e foi expulso, causando uma confusão no meio-campo.

Na segunda etapa, Douglas Packer voltou o lugar de Dinélson, em uma tentativa de arrumar o meio-campo do Paraná. Porém, a pressão era dos donos da casa, com superioridade numérica. Aos três minutos, Leandrão entrou com liberdade na defesa e chutou cruzado para boa defesa do camisa 1 paranista. Aos 10 minutos, Cascata recebeu lançamento em velocidade e o árbitro marcou falta de ataque.

O Paraná mostrava muita disposição para superar as dificuldades e, aos 12 minutos, depois de escanteio cobrado por Marquinho, a bola sobrou com Cambará, que tentou duas vezes antes de balançar as redes. Depois do gol, o técnico Guilherme Macuglia resolveu fechar o time com a entrada de Éverton Garroni. Tentando aproveitar o gramado escorregadio por conta da chuva, Jenson chutou de longe, aos 22 minutos, e Zé Carlos seguiu firme.

Com uma entrada violenta, Pio recebeu cartão vermelho direto e também foi mais cedo para o chuveiro. Aos 35 minutos, Leandrão girou na entrada da área e carimbou a defesa. Aos 39 minutos, Lins partiu para a jogada individual e o chute passou por todo mundo. No rebote, o próprio atacante arrematou para fora. Aos 45 minutos, Packer foi travado dentro da área e pediu pênalti, não marcado. Resultado ruim para ambos os times.

FICHA TÉCNICA
ABC-RN 1 X 1 PARANÁ

Local: Estádio Frasqueirão, em Natal (RN)
Data: 08 de novembro de 2011, terça-feira
Horário: 20h30 (de Brasília)
Árbitro: Claudio Mercante
Assistentes: Erich Bandeira e Paulo Sergio Steffanello
Cartões amarelos: Leonardo, Bileu e Lins (ABC); Cambará, Sílvio e Flávio (Paraná)
Cartões vermelhos: Pio (ABC); Sílvio (Paraná)

Gols: ABC: Leandrão, aos 17 minutos do primeiro tempo
PARANÁ: Cambará, aos 12 minutos do segundo tempo

ABC-RN: Wellington; Pio, Thiago Garça, Leonardo e Renatinho Carioca (Éderson); Bileu, Ricardo Oliveira (Makelele), Jerson (Nego) e Cascata; Lins e Leandrão
Técnico: Leandro Campos

PARANÁ: Zé Carlos; Marquinho, Flavio Boaventura (Edson Rocha), Brinner e Lima; Silvio, Itaqui, Cambará (Éverton Garroni) e Dinélson (Douglas Packer); Marinho e Giancarlo
Técnico: Guilherme Macuglia

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.