Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Frizzo diz que aumento salarial de Kleber deve sair em 2012

Vice-presidente de futebol do Palmeiras afirma que plano de reconhecimento para jogador já é antigo

Danilo Lavieri, iG São Paulo |

O vice-presidente de futebol do Palmeiras, Roberto Frizzo, afirmou que já pensava há muito tempo em dar um aumento de salário para Kleber. O dirigente afirmou que conversas antigas já davam como certo um plano de reconhecimento pelo bom futebol de atacante, mas que tudo isso seria feito em 2012.

O dirigente nega que a polêmica que envolveu o Flamengo e as fortes palavras de Kleber contra a diretoria possam acelerar esse projeto.

"Isso daí não tem nada a ver. A gente já conversava há muito tempo para ter um aumento de salário para o Kleber. Nosso plano era que tudo isso fosse em 2012 e era uma negociação conjunta. Envolve atleta, procurador e clube", disse Frizzo ao iG.

Siga o Twitter do iG Palmeiras e receba as notícias em tempo real

"Mas não tem nenhuma ligação com o Flamengo ou qualquer outro clube. Essa novela sempre teve um fim para mim. Nós já tínhamos dito que não venderíamos os direitos do atleta para ninguém", completou.

A ideia de Arnaldo Tirone, presidente do clube, sempre foi a de dar um aumento de salário, reconhecendo sua importância para elenco. O detalhe é que ele pretendia esperar a poeira baixar , para que um novo contrato não desse a impressão de ser uma resposta à pressão imposta por Kleber e seu empresário, Giuseppe Dioguardi.

Coloque seu time em 1º na Torcida Virtual do iG Esporte

Em contrapartida, outros conselheiros que não têm força administrativa, mas tentam ser ouvidos por Tirone, elaboram um documento mostrando que Kleber não deveria ter aumento nenhum . Kleber nega, mas não gosta da ideia de receber menos que companheiros que ele julga menos importante para o elenco. Por isso, ele deve continuar lutando por uma valorização .

Pedido por reconhecimento é antigo

Segundo o ex-diretor de futebol, Wlademir Pescarmona, Kleber já cogita ter um aumento salarial desde o fim do ano passado. Em contato com o iG, o dirigente explicou que o pedido foi feito diretamente a ele e também para Luiz Gonzaga Belluzzo, pouco depois do time ter sido eliminado na semifinal da Copa Sul-Americana.

"Pouco tempo depois do jogo contra o Goiás, ele conversou com a gente. Ele falou com o Belluzzo sobre a situação. Na época, o Cruzeiro mostrou interesse, o Perrella ligou para o Belluzzo e chegou até a oferecer o Farías. A gente negou a troca, claro, e o Belluzzo tomou a decisão acertada de não dar o aumento naquela época", relatou Pescarmona.

Leia tudo sobre: palmeiraskleberfrizzo

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG