Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Fortaleza está no "topo da lista" para sortear chaves, diz Valcke

Em visita à cidade, secretário-geral da Fifa ficou impressionado com obras do estádio Castelão e de um novo centro de eventos

Daniel Aderaldo, iG Ceará |

AE
Secretário-geral da Fifa, Jérôme Valcke participa de coletiva nesta terça-feira em Fortaleza
O secretário-geral da Fifa, Jérôme Valcke, disse nesta terça-feira (17), em Fortaleza, que a cidade está no “topo da lista” para sediar a cerimônia do sorteio dos grupos da Copa do Mundo de 2014.

Leia também: No Brasil, Fifa reclama de exigências do governo para a Copa

Jérôme Valcke iniciou pela capital cearense o tour pelo Brasil que inclui visitas às 12 cidades sedes da Copa do Mundo. O secretário-geral da Fifa conheceu junto com o conselheiro do Comitê Organizador Local (COL), o ex-jogador Ronaldo, as obras de reforma e ampliação do Estádio Plácido Aderaldo Castelo – o Castelão – e um centro de eventos próximo de ser inaugurado.

Leia ainda: Fifa faz tour no Brasil ao lado de Ronaldo e de políticos

É nesse centro de eventos que o Ceará aposta para receber o sorteio das chaves. Valcke se mostrou impressionado com a estrutura e o tamanho do equipamento. São 76 mil metros quadrados de área construída. “Dá para dirigir um ônibus lá dentro”, comentou o ele durante entrevista coletiva à imprensa.

Questionado se Fortaleza contava com a simpatia da Fifa para receber a cerimônia, Valcke tentou se esquivar, mas acabou deixando claro que a cidade é uma “candidata forte” e disse que está “no topo da lista”. Porém, ponderou que essa escolha será feita pelo COL e ainda deve demorar meses.

Ele lembrou ainda que muitas capitais estão pleiteando receber esse evento, incluindo São Paulo e Rio de Janeiro. A capital fluminense, contudo, foi descartada por já ter sediado o sorteio das eliminatórias. Valcke alegou que a Fifa está buscando distribuir entre as 12 sedes os jogos da competição e os eventos que a antecedem.

Ronaldo também elogiou a estrutura do centro de eventos e o andamento das obras do Castelão. “Não vi algo parecido no Brasil”. O ex-jogador reclamou do calor na capital cearense e, brincando, sugeriu que as melhores seleções disputem suas partidas em Fortaleza e assim sofram com a temperatura alta e, quem sabe, isso aumente as chances do Brasil.

Leia também: Ronaldo diz que COL vai ter novo membro e decisões serão no voto

Obras de mobilidade urbana

A prefeita de Fortaleza, Luizianne Lins (PT), aproveitou a visita para assinar a ordem de serviço para o início das obras de mobilidade urbana. As intervenções nas vias da cidade, principalmente as que dão acesso ao Castelão, estão previstas para ficarem prontas somente após a Copa das Confederações de 2013.

AE
Ao lado de Ronaldo, Valcke visitou as obras do estádio Castelão


Questionado se uma cidade transformada em um canteiro de obras significaria prejuízos ao torneio que antecede a Copa do Mundo, o secretário-geral da Fifa afirmou que não. Jérôme Valcke disse que não tem nenhuma preocupação específica em relação à Fortaleza e que a Copa das Confederações não é um evento internacional, por isso servirá apenas como um teste para saber o que as sedes precisam melhorar.

Valcke comentou ainda a fama que a Fifa tem de ser rigorosa nas cobranças que faz para a Copa. Ele disse que não a entidade não pressiona as sedes e que não é “malvada”.

O Castelão receberá uma semifinal da Copa das Confederações 2013 e seis jogos da Copa do Mundo – sendo três jogos com as chamadas seleções cabeças de chave, incluindo a brasileira, automaticamente classificada por sediar o evento.
 

Leia tudo sobre: copa 2014fortalezacastelãojérôme valckefifa

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG