Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Fora da forma ideal, Fernandão diz que pode ser a referência

Atacante do São Paulo admite que não vai começar ano em melhor condição física, mas crê em boa estreia

Levi Guimarães, iG São Paulo |

Com a saída de Ricardo Oliveira e a ausência de um legítimo camisa nove, Fernandão deve ser o escolhido por Paulo César Carpegiani para exercer a função de referência do ataque são-paulino em 2011, pelo menos no início da temporada. E apesar de reconhecer que começa o ano fora de sua forma física ideal, o jogador diz acreditar que poderá ser eficiente na posição.

“Já fiz essa função várias vezes e não tenho muita preferência. Joguei muito tempo dentro da área, aproveitando o que eu tenho de melhor, que é o meu cabeceio e a presença de área, então não tenho problema nenhum de jogar por ali”, afirmou o camisa 15 em sua primeira entrevista coletiva do ano, na manhã desta terça-feira.

Fernandão explicou as características que considera diferentes entre ele e o antigo dono da posição. “Eu gosto muito de me movimentar na frente, mas sempre chegando dentro da área. Sempre tive um pouco de dificuldade quando fico isolado, porque não sou um trombador, sou mais de troca de passe. Jogar adiantado não quer dizer que vou jogar fixo, também vou ter liberdade”.

Antes da entrevista do atacante no CT da Barra Funda, Carpegiani conversou com os jornalistas presentes e disse que Fernandão - além de outros jogadores, como Dagoberto e Cleber Santana - estão com as condições físicas abaixo do ideal. Para o jogador, porém, esta é uma situação normal pelos poucos dias disponíveis para pré-temporada.

null“Não vou estar no ideal, como a maioria dos jogadores não vão. Dos outros não sei porque cada um tem uma característica. Claro que eu não vou correr como o Carlinhos [Paraíba] corre. E depois de um mês de férias todo mundo está aquém. Estou bem tranquilo em relação a isso, trabalhando forte para crescer dia a dia”, disse.

Fernandão também foi mais um jogador do elenco são-paulino a comentar a rotina pesada de treinos físicos comandados pelo novo preparador, Riva Carli. “Treinamentos tão puxados são normais no começo da temporada, para a gente atingir o mínimo de condição para fazer uma boa estreia. O Riva tem uma filosofia diferente do Carlinhos [Neves, antigo preparador], mas sempre pensando no melhor para o grupo”.

Leia tudo sobre: são paulofernandãocampeonato paulista 2011vídeo

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG