Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Fluminense perde para o América-MG e desperdiça chance de liderar

Equipe carioca foi dominada desde os primeiros minutos e acabou derrotada por 2 a 1. Mineiros deixam a lanterna

Renan Rodrigues, iG Rio de Janeiro |

A festa estava toda armada. Em um Engenhão lotado, a torcida do Fluminense, empolgada com a possibilidade de assumir a liderança do Campeonato Brasileiro pela primeira vez na temporada fazia barulho e aguardava por uma grande exibição contra o lanterna do torneio. Mas o América-MG tem se tornado um penetra indesejado nas últimas partidas. Dominando o time da casa desde o início, a equipe mineira surpreendeu mais uma vez e venceu o Fluminense por 2 a 1 neste sábado, pela 34ª rodada do Brasileirão.

null

 

Fluminense ainda está em terceiro no Brasileirão. Veja a tabela atualizada

Com a derrota , o Fluminense estaciona na terceira colocação, com 56 pontos, mas pode ser ultrapassado por Botafogo e Flamengo na sequência da rodada. A equipe das Laranjeiras também desperdiça a oportunidade de dormir na liderança. Já o América-MG deixou a lanterna da competição, subindo para 31 pontos, na 19ª posição. O Ceará, última equipe fora da zona de rebaixamento, tem 35 pontos.

Na próxima rodada o Fluminense recebe o Grêmio, na quarta-feira, às 20h30, no estádio Engenhão. No mesmo dia e horário, o América-MG recebe outro time carioca, o Botafogo, na Arena do Jacaré.

O Jogo
Apoiado pelo incentivo da torcida, que lotou as arquibancadas do estádio Engenhão, o Fluminense entrou em campo com uma homenagem ao ex-jogador Super Ézio, falecido nesta semana em decorrência de um câncer. Todos os jogadores da equipe carioca entraram em campo com a camisa 9, usada pelo atacante nos anos 90. Porém, nem mesmo a inspiração pela bela lembrança contagiou o time comando por Abel Braga.

Dominado desde os primeiros minutos, o Fluminense assistia passivamente a troca de passes do América-MG e não conseguia sair para o jogo. Principalmente pelo lado direito do ataque, nas costas do lateral Jefferson, que fazia sua primeira partida no Campeonato Brasileiro, o time mineiro criava oportunidades e chegava com perigo nas finalizações de Kempes e Fábio Júnior.



A primeira chance de perigo da partida aconteceu aos 24 minutos. Após cobrança de escanteio da direita, Fábio Júnior subiu mais que a zaga tricolor e cabeceou no canto esquerdo, mas o meia Marquinho, em cima da linha, afastou a bola. Um minuto depois, o América-MG teve uma chance ainda mais clara para abrir o placar. Após falta cobrada da esquerda, Fred derrubou William Rocha de maneira estranha e o árbitro marcou pênalti. Mas na cobrança, Fábio Júnior chutou no canto esquerdo para grande defesa de Diego Cavalieri.

Nem mesmo o pênalti desperdiçado pelo América-MG acordou o Fluminense. O time mineiro continuo melhor na partida e voltou a ameaçar com Fábio Júnior que, aos 30 minutos, após cruzamento da direita, chegou de carrinho, mas mandou a bola por cima do gol tricolor. De tanto pressionar, o América-MG abriu o placar. Aos 37 minutos, após lançamento de Marcos Rocha, Kempes invadiu a área, sempre pelo lado direito do ataque, e chutou cruzado, sem chances para Diego Cavalieri.

Nos minutos finais da primeira etapa, a equipe visitante tocava a bola sem ser pressionada pelo Fluminense. A passividade dos comandos de Abel Braga irritou a torcida, que não poupou o time de vaias na saída para o intervalo.

Tentando mudar o rumo da partida, o técnico Abel Braga realizou duas mudanças na volta para o segundo tempo. O atacante Araújo entrou na vaga de Lanzini, enquanto o volante Diguinho substituiu Valencia. Apesar de não mudar o formato tático, o Fluminense melhorou e passou a ter mais posse de bola, pressionando mais.

AE
América-MG teve a chance de fazer o primeiro gol de pênalti, mas Diego Cavalieri defendeu

O treinador do Fluminense voltou a mudar, colocando Rafael Moura no lugar de Jefferson, que deixou o campo muito vaiado pela torcida. Não adiantou. Quem marcou foi o América-MG, aos 33 minutos. Após bela tabela na área do Fluminense, Alessandro recebeu e chutou na saída de Cavalieri, aumentando o placar.

Mas o gol não enterrou as esperanças do Fluminense. Acostumada com viradas emocionantes, a torcida da equipe carioca voltou a acreditar aos 36 minutos. Marquinho cruzou da esquerda, Rafael Moura chutou livre, mas a bola bateu em cima da marcação. Na sequência, o próprio atacante chutou cruzado e diminuiu o placar no estádio Engenhão.

Apesar do ‘abafa’ nos minutos finais, o Fluminense não conseguiu empatar a partida. Desorganizado, e mais na base da vontade do que na técnica, a equipe carioca acabou deixando o campo derrotada, sem assumir a liderança e muito vaiada pelos 40 mil presentes que esperavam por uma grande festa.

FICHA TÉCNICA – FLUMINENSE 1 X 2 AMÉRICA-MG

Local: Estádio Olímpico João Havelange, o Engenhão, no Rio de Janeiro (RJ)
Data: 12 de novembro de 2011 (Sábado)
Horário: 19h(de Brasília)
Árbitro: Wilton Pereira Sampaio (DF)
Assistentes: Cleriston Rios (SE) e José Nascimento Junior (DF)
Cartões amarelos: Mariano, Edinho e Valencia (FLU); Everton, William, Micão, Gilson, Kempes e Marcos Rocha (AMG)

GOLS
Fluminense – Rafael Moura, aos 36 minutos do segundo tempo
América-MG – Kempes, aos 37 minutos do primeiro tempo, e Alessandro, aos 33 minutos do segundo tempo

FLUMINENSE: Diego Cavalieri; Mariano, Leandro Euzébio, Elivélton e Jefferson (Rafael Moura); Edinho, Valencia (Diguinho), Marquinho e Lanzini (Araújo); Rafael Sobis e Fred
Técnico: Abel Braga

AMÉRICA-MG: Neneca; Everton, Micão e Wiliam Rocha; Marcos Rocha, Leandro Ferreira, Amaral, Rodriguinho e Gilson (Thiago Carleto); Kempes (Alessandro) e Fábio Júnior (Glauber)
Técnico: Givanildo Oliveira

 

Leia tudo sobre: FluminenseAmérica-MGBrasileirão 2011

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG