Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Fluminense pega o América para tentar esquecer o xará mexicano

Muricy Ramalho faz mistério e não deu pista se Emerson começará o jogo como titular no duelo pela Taça Rio

Marcello Pires, iG Rio de Janeiro |

Por mais que tentem negar, os jogadores do Fluminense estão com a cabeça no América. Mas o do México, e não o carioca, adversário da equipe nesta quarta-feira, às 19h30 (horário de Brasília), no Engenhão, pela segunda rodada da Taça Rio. Mas como a “decisão” contra o time mexicano, pela quarta rodada da Libertadores, está marcado apenas para o dia 23, a ordem nas Laranjeiras é focar apenas no Campeonato Carioca.

Apesar dos nomes serem iguais, todos sabem que o adversário desta quarta-feira fala português e tem sede no Rio de Janeiro. Já a equipe do Fluminense que irá a campo nesta quarta-feira ainda é uma incógnita. Com doze escalações diferentes em doze partidas, Muricy Ramalho segue misterioso e não deu qualquer pista durante a semana se usará o décimo-terceiro time diferente na temporada.

A tendência é de o treinador do Fluminense mude novamente. Até porque contra o Resende o treinador poupou vários titulares. Além das voltas quase certas de Carlinhos, Diguinho e Conca, existe a possibilidade de Emerson começar jogando como titular pela primeira vez desde o dia de 5 dezembro de 2010, data da “decisão” contra o Guarani.

Quem também pode ter uma oportunidade de voltar ao time titular contra o América é Diogo. Homem de confiança em boa parte da campanha vitoriosa no ano passado, o volante entrou bem contra o Resende e conta com o apoio do torcedor. Independentemente de ser titular ou não, o jogador pediu respeito e atenção ao adversário.

Photocamera
Muricy comanda treino do Fluminense. Treinador conta com Conca para esquecer má fase na Libertadores
“O América é uma grande equipe, tradicional no Rio de Janeiro e tem que ser respeitada”, disse Diogo, que minimizou a goleada sofrida diante do Vasco, por 9 a 0, com um exemplo recente. “No ano passado o Botafogo foi goleado pelo mesmo Vasco por 6 a 0 e acabou conquistando o título. Isso é passado e cada jogo é uma história”, completou.

Diogo reconhece que o desempenho do Fluminense na temporada está deixando a desejar. O volante reconhece que pela qualidade do elenco, a equipe anda devendo, mas afirma que mais importante do que dar espetáculo nesse momento é vencer.

“Nosso objetivo é vencer, mas se vencermos e convencermos melhor ainda. Precisamos de uma sequência boa de vitórias para engrenarmos novamente”, disse o volante.

Provável titular ao lado de Rafael Moura, Araújo vem ganhando seu espaço dentro e fora do campo. Se contra o Resende o atacante teve ótimos momentos e chegou a lembrar o Araújo do Goiás, após os treinos nas Laranjeiras o jogador tem feito a alegria dos companheiros.

Motivado por Fred, o atacante protagonizou uma dança esquisitíssima, deu piruetas e finalizou o show com uma cambalhota que arrancou gargalhadas de todo o elenco.

“É maneiro porque o ambiente está alegre novamente. O Araújo tem uma dupla função. Além de se um grande profissional, ele alegra o ambiente. Mas essa dança dele é muito fraca”, cornetou Emerson.

FICHA TÉCNICA – FLUMINENSE x AMÉRICA-RJ

Local: Engenhão (RJ)
Data: 9 de março de 2011, quarta-feira
Horário: 19h30 (horário de Brasília)
Árbitro: João Batista de Arruda
Assistentes: Daniel do Espírito Santo Parro e Ivan Silva Araújo

FLUMINENSE: Ricardo Berna; Mariano, Gum, Leandro Euzébio e Carlinhos; Edinho, Diguinho, Souza e Conca; Araújo (Emerson) e Rafael Moura Técnico: Muricy Ramalho

AMÉRICA: Paulo Wanzeler; Michel, Luiz Antônio, Alan Kardek e Felipe Assis; Ives, Mário César, Bruno Reis e Ruy Netto (Gustavo Correia); Diguinho e Hugo Técnico: Lulinha

Leia tudo sobre: Campeonato Carioca 2011FluminenseEmerson

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG