Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Flu vence, mantém 100% e garante vaga nas oitavas da Libertadores

Time teve atuação fraca durante quase todo jogo, mas encontrou gol em cobrança de falta de Sobis

iG Rio de Janeiro |

Photocamera
Rafael Sóbis comemora o gol da vitória do Fluminense sobre o Zamora
Foi quase uma repetição da partida no estádio Engenhão. O Fluminense novamente não foi brilhante, teve até atuação apagada, mas venceu o Zamora por 1 a 0, na noite desta quinta-feira, em Barinas, na Venezuela. O resultado, conquistado com gol de falta de Rafael Sobis, garante o time carioca nas oitavas de final da Copa Libertadores com dois jogos de antecedência e mantém os 100% de aproveitamento.

Deixe o seu recado e comente esta notícia com outros torcedores

Lento e pouco inspirado, o time de Abel Braga teve apenas duas chances na primeira etapa, além de um pênalti não marcado. No segundo tempo, a falta de criatividade prosseguiu, mas o treinador teve estrela e Sobis, que havia acabado de entrar, marcou de falta, após a bola desviar na barreira. A vitória deixa o Fluminense com 12 pontos em quatro jogos, na liderança do grupo 4. O Zamora segue com apenas um, na lanterna.

O Fluminense volta a jogar pela Libertadores no próximo dia 11 de abril, quando recebe o Boca Juniors no Engenhão. O Zamora, que ainda não venceu e nem marcou nenhum gol no torneio, cumpre tabela um dia antes contra o Arsenal de Sarandí no estádio La Carolina, na Venezuela.

Leia mais: Após seis meses fora, Gum voltará a ser titular contra o Botafogo

O Jogo
O Fluminense começou a partida contra o Zamora na formação já anunciada por Abel Braga, com Thiago Neves na linha de três meias, pela direita. Wellington Nem se projetava mais e encostava em Fred no ataque. O time venezuelano usou formação parecida da utilizada no Rio de Janeiro, quando foi derrotado por 1 a 0, num 3-5-2 que em alguns momentos se tornava um 5-4-1. Cordoba e Zambrano ganharam oportunidades no ataque.

Confira a classificação da Libertadores

A partida começou em ritmo lento. Como o empate bastava para o Fluminense garantir vaga às oitavas, o time não se lançou com tudo ao ataque, tocando a bola e verticalizando pouco as jogadas. O primeiro lance de perigo aconteceu aos 12 minutos. Wellington Nem recebeu em profundidade, invadiu a área pela esquerda e bateu cruzado, para boa defesa de Forero. No rebote, Diguinho caiu, mas o árbitro mandou a jogada seguir. Dois minutos mais tarde, Nem também pediu pênalti após dividir com o goleiro.

Ritmo lento
A lentidão voltou a dominar o jogo e o Zamora até ameaçou sair para o ataque. Usando bolas longas, o time carioca facilitava a vida do time da casa na defesa, acelerando pouco as jogadas. Tanto que aos 23, González abriu para Córdoba pela direita, o atacante cruzou, mas Zambrano, livre chutou mal, por cima do gol. Antes do intervalo, Fred ainda teve boa chance aos 37 minutos, após dominar lançamento no peito, mas chutar por cima do gol.

E mais: Maioria dos gra ndes clubes do Brasil financia organizadas

As equipes voltaram para o segundo tempo sem mudanças, e o técnico Abel Braga lamentou a condição do gramado, escorregadio por conta das chuvas dos últimos dias, e a atuação do árbitro Carlos Vera.

O jogo continuou sonolento, exceção feita por uma cabeçada perigosa de Fred aos seis minutos de jogo, em um escanteio. Thiago Neves caia para o meio e 'embolava' com Deco e os volantes do Flu. Os laterais também se apresentavam timidamente para o ataque.

Sobis entra e decide
A monotonia da partida só foi quebrada aos 23 minutos, quando o Zamora errou na saída de bola, Thiago Neves tocou para Fred e o atacante deu uma cavadinha na saída de Forero. A bola tinha destino certo, mas Rodríguez salvou em cima da linha.

Veja também: Fluminense fica 'isolado' em tentativa de reduzir o Carioca

Tentando alterar o panorama da partida, o técnico Abel Braga fez duas substituições. Trocou Thiago Neves e Wellington Nem por Lanzini e Rafael Sobis, respectivamente. E a estrela do treinador brilhou aos 33 minutos. O meia argentino sofreu falta na intermediária, Rafael Sobis cobrou, a bola desviou na barreira e enganou o goleiro Forero.

Nos minutos finais, o Zamora parecia consciente da derrota e pouco ameaçou. Apenas aos 36, Anderson cabeceou bola para trás e assustou Diego Cavalieri. O Fluminense também não criou mais e assegurou a vitória pelo placar mínimo.

FICHA TÉCNICA - ZAMORA-VEN 0 X 1 FLUMINENSE-BRA

Local: Estádio La Carolina, em Barinas (Venezuela)
Data: 29 de março de 2012 (Quinta-feira)
Horário: 22 horas (de Brasília)
Árbitro: Carlos Vera (Equador)
Assistentes: Luis Alvarado (Equador) e Byron Romero (Equador)
Cartões amarelos: Vargas (ZAM); Leandro Euzébio (FLU)

GOLS
Fluminense - Rafael Sobis, aos 33 minutos do segundo tempo

ZAMORA: Álvaro Forero, Dollbyz Rodríguez, Jaime Bustamante e Galezo (Torres); Semperena, Luís Vargas, Oscar Noriega, César González e Zafra; Zambrano (Yanes) e Cordoba (Martinez)
Técnico: Oscar Gil

FLUMINENSE: Diego Cavalieri, Bruno, Anderson, Leandro Euzébio e Carlinhos; Valencia, Diguinho, Deco e Thiago Neves (Lanzini); Wellington Nem (Rafael Sobis) e Fred (Rafael Moura)
Técnico: Abel Braga

Ajude o time do Fluminense a subir no ranking da Torcida Virtual

Leia tudo sobre: FluminenseCopa Libertadores 2012Abel BragaZamora

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG