Tamanho do texto

Forte na defesa, mas menos talentoso que em outros anos, time argentino tem média de idade de 30 anos

Meia Riquelme segue como principal jogador do time argentino
EFE
Meia Riquelme segue como principal jogador do time argentino
Em 2008, o Fluminense enfrentou o Boca Juniors nas semifinais da Copa Libertadores de 2008. O panorama assustava, já que em anos anteriores, Palmeiras , Santos e Grêmio haviam sido 'atropelados' pelo time azul e amarelo na decisão do torneio sul-americano. Porém, com um empate de 2 a 2 na Argentina e uma vitória de 3 a 1 no Brasil, eliminou o time comandado pelo meia Riquelme .

Deixe o seu recado e comente a notícia com outros torcedores

Quatro anos depois os dois times voltam a se encontrar. Pelo Fluminense , apenas dois jogadores estavam naquela partida e seguem no time atualmente, o meia Thiago Neves e o goleiro Ricardo Berna . Apesar da mudança nas duas equipes, Thiago Neves torce para que o final da história seja o mesmo do último encontro.

Leia mais: Contra o Flu, Boca terá volta de Schiavi, mas desfalque no ataque

"Para mim representa muito esse jogo. No ano que estou voltando ao Fluminense, disputar uma Copa Libertadores de novo, lembro tudo que passei em 2008, na cabeça volta o jogo de 2008. Claro que vai ser totalmente diferente, pois são jogadores diferentes, mas vamos tentar fazer a mesma coisa, não perder lá, e tentar vencer aqui", disse Thiago Neves.

Invencibilidade
Apesar de ter ficado de fora da Copa Libertadores nos últimos três anos, o Boca Juniors continua dominando em solo argentino. Mais pela força defensiva, com um setor seguro montado pelo técnico Falcione, e pela queda do nível técnico das equipes rivais, que não consegue fazer frente ao time azul e amarelo, menos por ter um time brilhante. Mesmo assim, os 'xeneizes' não perdem desde 10 de abril de 2011, no revés de 1 a 0 para o Lanús, pela nona rodada do Clausura 2011.

Veja mais: Thiago Neves relembra 2008 e diz: "Agora o Boca respeita mais"

Desde então foram 21 vitórias, 15 empates e o título do Apertura 2011 de maneira invicta, igualando sua própria marca alcançada entre 1998 e 1999 no comando de Carlos Bianchi. Além do Boca, apenas o River Plate, em 1994, e o San Lorenzo, em 1968 e 1974, haviam sido campeões de um turno sem nenhuma derrota. A conquista, porém, não diminuiu os atritos entre o ídolo Riquelme e o técnico Falcione, que quase deixou o time recentemente, após mais um atrito com o jogador.

Schiavi, de 39 anos, é titular na zaga do Boca
AP
Schiavi, de 39 anos, é titular na zaga do Boca
Elenco envelhecido
Se o Fluminense entrará em campo com uma mistura de experiência (Deco, Fred e Diego Cavalieri) e juventude (Wellington Nem, Carlinhos e Digão) com média de idade de 26,8 anos e tendo em Deco o jogador mais velho, aos 34 anos, o Boca Juniors aposta em um elenco um pouco mais maduro que do adversário. A média de idade do time argentino é de 30 anos, com Schiavi sendo o jogador mais experiente da equipe, com 39 anos.

Leia mais sobre futebol argentino no blog 'Toco y me voy'

Uma coincidência entre as equipes está no aproveitamento das categorias de base. Do time titular do Fluminense, apenas o zagueiro Digão e o atacante Wellington Nem foram revelados em Xerém. No Boca Juniors, o número é parecido. Somente três titulares foram formados no clube: o meia Riquelme e os laterais Roncaglia e Clemente Rodríguez.

Retrospecto equilibrado contra Argentinos
A partida desta quarta-feira, na Bombonera, desempatará o equilibrado retrospecto do Fluminense contra equipes argentinas. São 15 jogos oficiais contra os 'hermanos', com cinco vitórias, cinco empates e cinco derrotas, sem contar amistosos e torneios de pré-temporada.

Veja também: Abel Braga faz treino tático e confirma Flu com Digão e Valencia

Contra o Boca Juniors, especificamente, foram três encontros até hoje. Derrota de 3 a 1 durante amistoso em 1956, na Argentina, e as duas partidas pela Libertadores de 2008, com empate de 2 a 2 na Argentina, no estádio Juan Domingo Perón, e vitória de 3 a 1 no Maracanã, que classificou o time para a final daquela edição.

Ajude o time do Fluminense a subir no ranking da Torcida Virtual