Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Flu recebe o Boca para garantir melhor campanha da primeira fase

Time de Abel Braga tem 100% de aproveitamento e pode terminar rodada no primeiro lugar geral

Renan Rodrigues, iG Rio de Janeiro |

Nelson Perez/Fluminense F.C.
Volante Edinho era dúvida, mas foi confirmado pelo técnico Abel Braga
Uma partida que poderia ser tensa e muito mais decisiva para o Fluminense na Copa Libertadores ganhou ares menos dramáticos graças a ótima campanha do time na competição sul-americana até aqui. Com 12 pontos em quatro jogos, líder do grupo 4 e já classificada, a equipe de Abel Braga recebe o Boca Juniors nesta quarta-feira, às 22h, tentando confirmar a melhor campanha da primeira fase.

Deixe o seu recado e comente a notícia com outros torcedores

Uma vitória sobre os argentinos e um tropeço do Vélez Sarsfield contra o Chivas Guadalajara, também nesta quarta-feira, garantem o primeiro posto geral ao time das Laranjeiras, que poderá então jogar a segunda partida em casa durante todas as fases eliminatórias até a decisão do torneio. De quebra, o tricolor enfrentará o pior entre todos os classificados nas oitavas de final.

Leia mais: Flu tenta melhor campanha e ignora 'maldição' da Libertadores

A vantagem é vista de maneira importante pelo meia Deco, que garante o mesmo nível de concentração e dedicação do Fluminense, mesmo que a vaga já esteja assegurada.

"Acho que primeiro objetivo era se classificar e ele foi alcançado. A vitória não altera em nada na classificação, mas pode ajudar numa fase futura, com a vantagem de poder jogar o segundo jogo em casa e por isso vamos entrar com força máxima para tentar a vitória. O primeiro jogo em mata-mata é sempre mais tenso, o segundo, por estar do lado da torcida, é uma vantagem. Não decide em termos de classificação, mas ajuda", declarou.

Veja mais: Abel minimiza ausência de Riquelme e elogia raça do Boca Juniors

Além do resultado colaborar na classificação geral, o técnico Abel Braga também vê benefícios no aspecto moral da equipe. Ele acredita que vencer novamente o time argentino aumentará a confiança de seus comandados para a sequência da competição.

"É uma mística inacreditável. Tem equipes que quando estão com um a menos, estão perdendo, você sente a vitória perto, mas eles não abaixam a cabeça nunca. Por isso uma vitória sobre o Boca dá uma moral interna grande. Vamos tentar jogar dentro das nossas características, de maneira ofensiva. A equipe está definida, escalada, treinou. Esperamos que o torcedor saia feliz", disse Abel.

Veja também: Recuperado, Edinho treina normalmente e deve enfrentar o Boca Jrs

Para enfrentar o Boca Juniors, o Fluminense terá todos os titulares à disposição. Fred e Deco, poupados na rodada do final de semana da Taça Rio, voltam ao time, assim como o volante Edinho, que deixou a partida contra o Madureira, no sábado, com dores após sofrer um pisão no tornozelo esquerdo. Wellington Nem, que cumpriu suspensão no estadual, também retorna.

Com sete pontos em quatro jogos, na segunda colocação, o Boca Juniors garante sua classificação às oitavas de final da Libertadores com uma simples vitória sobre o Fluminense. O Arsenal de Sarandí tem seis pontos em cinco rodadas e não conseguiria alcançar o time do técnico Julio Cesar Falcioni. Mesmo que empate, o Boca ainda decidirá a vaga contra o já eliminado Zamora, na Bombonera.

Leia também: Flu já vendeu mais de 29 mil ingressos para jogo contra o Boca

Por isso, o discurso do técnico Falcioni não é de ofensividade máxima. O treinador boquense pede atenção na marcação para que o time possa sair com um resultado positivo.

"Nós sabemos que não podemos dar espaços ao Fluminense, pois quando isso acontece a qualidade dos jogadores deles acaba fazendo toda a diferença. Foi assim na Argentina e acabamos pagando um preço caro, perdendo um jogo e pontos que fazem falta até hoje. Mas com seriedade e obediência tática podemos ganhar", disse Julio Cesar Falcioni.

AP
Lesionado, Riquelme nem viajou para o Rio
Veja a classificação da Copa Libertadores e faça as contas

Além de Riquelme, que nem viajou por conta de uma lesão no joelho esquerdo, o volante Leandro Somoza também está fora da partida por ter sido expulso no jogo contra o Arsenal de Sarandí. Já o volante Pablo Ledesma também pode desfalcar a equipe de Buenos Aires, por conta de uma lesão na coxa direita. Para o lugar do armador, Cristian Chávez deve ser escalado. Já Cristian Erbes deve ganhar a vaga de Somoza e Diego Rivero é a opção para o lugar de Ledesma.

Além dos desfalques e dúvidas, Falcioni pode poupar jogadores para o duelo da 10ª rodada do Clausura, contra o Tigre. O lateral-esquerdo Clemente Rodríguez e o atacante Darío Cvitanich podem ficar de fora da partida contra o Fluminense privilegiando o torneio nacionadl, onde o Boca lidera com 20 pontos em nove jogos, dois a mais que o Arsenal de Sarandí.

FICHA TÉCNICA - FLUMINENSE-BRA X BOCA JUNIORS-ARG

Local: Estádio Olímpico João Havelange, o Engenhão, no Rio de Janeiro (RJ)
Data: 11 de abril de 2012 (Quarta-feira)
Horário: 22h (de Brasília)
Árbitro: Dario Ubriaco (Uruguai)
Assistentes: Carlos Pastorino (Uruguai) e Carlos Changala (Uruguai)

FLUMINENSE: Diego Cavalieri, Bruno, Leandro Euzébio, Anderson e Carlinhos; Edinho, Diguinho, Deco, Thiago Neves e Wellington Nem; Fred
Técnico: Abel Braga

BOCA JUNIORS: Agustín Orion, Facundo Roncaglia, Rolando Schiavi, Juan Insaurralde e Clemente Rodríguez (Sánchez Miño); Pablo Ledesma, Cristian Erbes, Walter Erviti e Cristian Chávez; Pablo Mouche e Santiago Silva
Técnico: Julio Cesar Falcioni

Ajude o time do Fluminense a subir no ranking da Torcida Virtual

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG