Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Flu junta documentos e se protege para anunciar Thiago Neves

Clube carioca aguarda transferência de papelada do Al Hilal para confirmar o jogador como reforço

Renan Rodrigues, enviado iG a Mangaratiba |

Silêncio total. Essa tem sido a postura da diretoria do Fluminense durante a negociação pela compra do meia Thiago Neves. Bombardeado pelo empresário do jogador, Léo Rabello, e pela presidente do Flamengo, Patrícia Amorim, o clube junta documentos jurídicos para finalmente anunciar a contratação do sexto e último reforço da pré-temporada e se pronunciar sobre as criticas recebidas.

Mercado da Bola: Veja as últimas transferências dos times brasileiros

Os dirigentes querem provar que o Al Hilal, dos Emirados Árabes, que detinha 90% dos direitos econômicos do jogador, procurou o Fluminense após o Flamengo não ter confirmado a opção de compra do jogador, no final de dezembro. Após perder duas vezes o prazo para apresentar garantias financeiras, o time da Gávea foi colocado fora da disputa pelos árabes, que ofereceram o meia ao time das Laranjeiras. O contrato de empréstimo de Thiago Neves com o Flamengo se encerrou em dezembro.

Leia mais: Patrícia Amorim diz que presidente do Flu precisa de tratamento

Além dos documentos liberando Thiago Neves e confirmando a transferência, o Fluminense também mantém cautela por conta da postura do empresário do jogador, que em entrevista coletiva na última segunda-feira, ameaçou romper com Thiago Neves. Léo Rabello tem grande influência no departamento de futebol do Flamengo, que apostava no agente para convencer os árabes e o próprio jogador. Se Rabello alegar quebra de contrato unilateral, pode pedir o pagamento de uma multa milionária.

AE
Após defender o Flamengo, Thiago Neves volta ao Fluminense

Após passar os últimos dias negando qualquer contato do cliente com o Flu, Rabello admitiu que Thiago Neves conversou com o Fluminense e que a proposta do time das Laranjeiras agradou mais.

Veja mais: Empresário de Thiago Neves acusa o Fluminense de falta de ética

"Falei com o Thiago hoje (segunda) e ele me explicou que a proposta do Fluminense é melhor, mas acredito que ainda não assinou nada", disse Rabello, deixando claro que não descarta romper com o jogador. "Se ele for mesmo para o Fluminense, vamos conversar. Pode ser que haja o rompimento. Fico triste porque trabalho com o Thiago Neves há uma década, desde que o jogador tinha 17 anos e era reserva do Paraná Clube", completou.

Leia também: Próximo do Bahia, Ciro é desfalque em treinamento do Fluminense

Apesar de Flamengo e Léo Rabello continuarem alegando que não desistiram do jogador, o Fluminense fechou contrato com o jogador após receber a informação dos árabes de que não conversariam mais com o time da Gávea. Thiago Neves terá dois contratos. Um de trabalho, com o Fluminense, e outro de imagem, com a Unimed.

Leia ainda: Com salário de R$ 720 mil, Thiago Neves é do Fluminense

Família comemora
Além da vontade do próprio jogador, que ganhará um salário de R$ 720 mil no Fluminense, a família de Thiago Neves também pesou na decisão. Marcella, a esposa do meia, é torcedora fanática do time das Laranjeiras. Eles inclusive se conheceram quando o jogador atuou pelo Fluminense na primeira passagem, em 2007. No ano passado, durante um clássico entre as duas equipes, Marcella comemorou um gol do Flu e foi convidada a se retirar do camarote de Patrícia Amorim.

Entre para a Torcida Virtual de Fluminese ou Flamengo e comente sobre Thiago Neves

Leia tudo sobre: Fluminense

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG