Vice de futebol afirma que só depende do aval do milionário Mansour Al Nahyan para fechar com atacante

Entre o Fluminense e o atacante Rafael Sobis já está tudo acertado. Só resta ao clube das Laranjeiras agora esperar a liberação, sem custos, do Al-Jazira, dos Emirados Árabes, que detém os direitos econômicos do jogador, para assinar um contrato por empréstimo de um ano com o atacante e anunciá-lo como reforço para o restante do Brasileirão.

Siga o iG Fluminense no Twitter e receba todas as informações do seu time em tempo real

Rafael Sobis de malas prontas no Inter
undefined
Rafael Sobis de malas prontas no Inter
Na semana passada, os dirigentes do Fluminense e o empresário do atleta, Jorge machado, já haviam conseguido o aval do presidente Hamdan Al Nahyan . Só falta agora a parte mais complicada: a liberação por parte do milionário Mansour Al Nahyan, irmão de Hamdan e dono do Al-Jazira.

De férias na Europa, Mansour, que também é o dono do Manchester City, da Inglaterra não deverá se opor ao pedido do jogador, que está fora dos planos do técnico argentino Alejandro Sabella, substituto de Abel Braga no comando do Al-Jazira.

Entre para a Torcida Virtual do Fluminense e convide seus amigos

No entanto, como só tem até o dia 20 de julho para concretizar a transação, data do fechamento da janela para transferências internacionais no Brasil, a diretoria do Fluminense deu um prazo de dez dias para o empresário do jogador definir o futuro do atacante.

“Com o jogador já está tudo praticamente certo. Só estamos aguardando a liberação de graça por parte do dono do Al-Jazira. Mas a gente não consegue falar com o Mansour de jeito nenhum, e é ele que precisa assinar o documento para liberar o jogador”, afirmou o vice-presidente de futebol do Fluminense, Sandro Lima.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.