Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Florianópolis já está enfeitada com as cores da aguardada decisão

Torcedores de Avaí e Vasco convivem em harmonia, mas trânsito caótico preocupa quem for à Ressacada

Hilton Mattos, enviado iG a Florianópolis |

A bola vai rolar apenas às 21h50 desta quarta-feira na Ressacada, mas desde logo cedo a cidade de Florianópolis se enfeitou de azul, branco e preto. As cores traduzem o confronto de logo mais, pela Copa do Brasil. O Avaí recebe o Vasco em seu estádio para a última partida da semifinal. O clima antes do jogo é amistoso. A começar pelas torcidas, que estabelecem uma união entre facções que permite a convivência harmoniosa.

Pela manhã, um ônibus contendo cerca de 60 vascaínos chegou do Rio. A turma foi direto para a sede de uma torcida do Avaí, bem em frente à Ressacada. Juntos, beberam e promoveram um churrasco que prometia ir até a hora do jogo. Ao redor do palco do jogo, era fácil avistar camisas dos dois times. Quem torce para o Avaí fez questão de sair de casa vestido a caráter. Janelas e varandas eram enfeitadas com a bandeira azul e branca.

Os quase 18 mil ingressos foram vendidos antecipadamente, mas havia um ou outro otimista na esperança de conseguir uma entrada para assistir ao jogo. Dentro da Ressacada, funcionários davam o último para o estádio, bem cuidado e limpo, receber torcida e imprensa. Os vascaínos terão direito a 2 mil lugares.

As equipes de reportagem, principalmente as de rádio e tevê chegaram cedo. Algumas fizeram seus programas ao vivo das dependências da Ressacada. Na área externa, dez caminhões de emissoras com canais abertos e fechados distribuíam quilos e mais quilos de fios e equipamentos para garantir a transmissão. No meio da tarde, a cidade começava a ser invadida por torcedores.

A recomendação para evitar o trânsito, que promete ser caótico, é que quem for ao estádio saia com pelo menos com três horas de antecedência. O acesso à Ressacada é feito apenas uma estreita rua de mão dupla. O caos é aguardado para depois da partida.

Para se ter uma ideia, o trajeto entre o hotel onde o Vasco está hospedado e o palco do jogo é de, no máximo, 20 minutos. A estimativa é que a delegação vascaína chegue de volta, no mínimo, duas horas depois da partida. A recomendação para as duas delegações, aliás, é permanecer no vestiário até que as ruas estejam livres.

De acordo com a Secretaria de Transportes, Mobilidade e Terminais, haverá ônibus extras para a linha Corredor Sudeste, com saídas da plataforma C do Terminal Integrado do Centro.

Leia tudo sobre: vascoavaícopa do brasil 2011

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG