Tamanho do texto

Contratação do veterano da Roma já vem sendo tratada pelo vice jurídico do clube e estaria bem encaminhada

AFP
Juan disputa jogada pelo alto no clássico contra a Lazio
Enquanto convive com a forte possibilidade de eliminação na Libertadores, a diretoria do Flamengo já se movimenta para o Campeonato Brasileiro. Há a intenção de reforçar a lateral esquerda, o meio de campo e, especialmente, a zaga. Um dirigente do clube e uma pessoa próxima da diretoria confirmaram que o clube já iniciou a negociação para contratação do zagueiro Juan , da Roma , e que o caso está "bem encaminhado".

As conversas são conduzidas pelo vice-presidente jurídico, Rafael de Piro, amigo do defensor desde os tempos em que jogavam juntos nas categorias de base do clube.

Juan tem contrato com a Roma até meados de 2013, porém, em sondagens anteriores do Flamengo, o clube italiano se mostrou mais flexível em liberar o retorno do jogador ao Brasil no fim desta temporada, em junho. Repatriar o atleta é sonho antigo da presidente Patrícia Amorim.

Leia ainda: Joel quer o torcedor acreditando na classificação na Libertadores

O impacto na folha salarial já inchada, que hoje custa cerca de R$ 7 milhões mensais ao clube, é inevitável, mas com o pesado investimento feito em Vágner Love, os cariocas tentam a liberação do atleta sem custo adicional. De Piro não retornou contato do iG para comentar as informações.

As mudanças, porém, não devem parar por aí. Jogadores como Willians e Maldonado têm poucas chances de continuar no elenco. Júnior César deve, pelo menos, encontrar concorrência mais forte do que Magal e Rodrigo Alvim. É consenso da cúpula do futebol que o setor precisa ser reforçado. A permanência de Joel Santana é uma incógnita. Vencendo o Estadual, pode ganhar sobrevida no cargo, apesar de "fritar" nos corredores da Gávea.

Veja mais: 'Espero sair pela porta da frente', diz Ronaldinho

O clube pretende ainda contratar mais um volante, o paraguaio Cáceres, do Libertad, que está praticamente acertado, e um meia de criação, caso mais complicado. Para o ataque, Adriano levará pelo menos três meses para se recuperar da nova cirurgia no tendão de Aquiles, de acordo com os médicos do clube. Apesar de o departamento de futebol preparar uma reformulação do elenco, qualquer medida só deverá ser tomada depois de encerradas as participações da equipe na Libertadores e no Estadual.