Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Flamengo vence Guarani e fica mais longe da queda

Com a vitória, time carioca abriu seis pontos da zona de rebaixamento. Mais perto da Série B, Guarani segue entre os quatro últimos, com apenas 37 pontos. Assista aos melhores lances no vídeo abaixo

Gazeta Esportiva |

_CSEMBEDTYPE_=inclusion&_PAGENAME_=esporte%2FMiGComponente_C%2FConteudoRelacionadoFoto&_cid_=1237859435772&_c_=MiGComponente_C

A torcida atendeu o apelo da diretoria e lotou o Engenhão, neste sábado, e não se arrependeu. O Flamengo venceu por 2 a 1 o Guarani e praticamente se livrou do risco de rebaixamento do Campeonato Brasileiro. Com gols de Renato Abreu e Diego Maurício, o rubro-negro chegou a 43 pontos e abriu seis da degola faltando apenas duas rodadas para o fim da comeptição. Já o Guarani se complicou, segue com 37 e entre os quatro últimos.

A partida teve dois tempo distintos. O primeiro com muita emoção e bons lances, sendo que os três gols aconteceram nos 45 minutos iniciais. Na etapa final, o medo de levar o gol foi maior e as chances praticamente não existiram.

Na próxima rodada, o Flamengo vai receber o Cruzeiro, que briga pelo título, em Volta Redonda. Já o Guarani terá que vencer o Grêmio, que briga pela Libertadores, em Campinas. Os dois jogos serão no próximo domingo.

Confira os melhores lances de Flamengo 2 x 1 Guarani:


O jogo
Com o apoio da torcida, o Flamengo iniciou a partida com tudo e na primeira chance abriu o placar logo aos dois minutos. Após falta recebida por Diogo na entrada da área, o meia Renato Abreu cobrou com categoria no ângulo do gol do Guarani. O goleiro Emerson ainda tentou, mas não conseguiu chegar na bola para a alegria dos rubro-negros.

No entanto, o revés não intimidou o Guarani, que foi para frente em busca do empate. Aos quatro minutos, Diego Baoboza recebeu a bola e de fora da área quase acertou o ângulo do goleiro Marcelo Lomba. O time campineiro foi insistindo e chegou à igualdade no placar aos 12, também em cobrança de falta. O veterano Baiano arriscou de longe e Marcelo Lomba foi enganado pelo quique da bola, que foi para a rede rubro-negra.

Gazeta Press
Torcedor flamenguista se ajoelhou diante de Vanderlei Luxemburgo durante a vitória que praticamente livrou o time do rebaixamento


O empate acendeu novamente o Flamengo, que voltou a ficar melhor na partida e passou a pressionar o Guarani. No entanto, os rubro-negros pecavam nas finalizações. Somente aos 31 minutos, os donos da casa teve boa chance de fazer o segundo. O lateral-direito Leonardo Moura foi lançado por Maldonado e ficou de frente para Emerson, mas o goleiro conseguiu a defesa no chute do jogador.

Só que dois minutos depois, o Flamengo chegou ao segundo gol. Após a zaga falhar, a bola sobrou para Diego Maurício, que havia entrado no lugar Deivid, lesionado. O rubro-negro acertou chute forte e contou com a colaboração de Emerson, que tentou advinhar aonde a bola iria e acabou indo para o lado errado.

Mesmo com avantagem no placar, os donos da casa não cometeram o mesmo erro do início do jogo e seguiram melhores em campo. Tanto que Renato Abreu quase fez o terceiro ao chutar forte, mas a bola passou perto do gol de Emerson. O Guarani ainda tentou equilibrar as ações, mas era facilmente detido pela zaga rubro-negra. Assim, o Flamengo conseguiu ir para o intervalo com a vantagem no marcador.

O segundo tempo começou com as duas equipes mais preocupadas em não deixar espaços em seu setores defensivos. Com isso, os lances de gol não aconteceram. O Guarani, por estar atrás no placar, ainda buscava mais o ataque, mas de forma tímida e não levava perigo para Marcelo Lomba. O Flamengo tentava administrar o jogo e passou a irritar a torcida.

Vendo os times produzindo pouco, os dois técnicos mexeram para buscar mais ofensividade. Somente depois das substituições, a partida melhorou, com os times chegando mais próximo do gol adversário. No entanto, ambos seguiam pecando nas finalizações. A primeira boa chance aconteceu somente aos 28 minutos, em seu primerio lance, Petkovic fez fila, mas adiantou a bola antes de chutar e viu o goleiro Emerson acabar com a jogada.

A resposta do Guarani veio aos 35 minutos. Baiano cobrou falta na área e o zagueiro Aílson cabeceou sozinho, mas para fora, desperdiçando a chance do empate. Nos minutos finais, os visitantes passaram a tentar pressionar em busca da igualdade e deram espaço para que o Flamengo pudesse chegar com perigo nos contra-ataques. No entanto, nenhuma das equipes foi eficiente e o resultado permaneceu o mesmo até o apito final do árbitro.


FICHA TÉCNICA - FLAMENGO 2 x 1 GUARANI

Local: Estádio Engenhão, no Rio de Janeiro (RJ)
Data: 20 de novembro de 2010 (Sábado)
Horário: 19h30 (de Brasília)
Árbitro: Wilton Sampaio (DF)
Assistentes: Cesar de Oliveira Vaz (DF) e João Paulo Neto (DF)
Renda: R$ 387.940,00
Público: 34.944 pagantes
Cartões amarelos: Leonardo Moura, Juan, Diego Maurício e Willians (Flamengo); Preto e Geovane (Guarani)

Gols:
FLAMENGO:
Renato Abreu, aos 2min do primeiro tempo; Diego Maurício, aos 33min do primeiro tempo
GUARANI: Baiano, aos 12min do primeiro tempo

FLAMENGO: Marcelo Lomba; Leonardo Moura, Welinton, Ronaldo Angelim e Juan; Willians, Maldonado, Kléberson (Marquinhos) e Renato Abreu; Deivid (Diego Maurício) e Diogo (Petkovic)
Técnico: Vanderlei Luxemburgo

GUARANI: Emerson; Apodi, Aislan, Aílson e Márcio Careca; Maycon, Baiano, Diego Barboza (Mário Lúcio) (Pablo) e Preto (Paulinho); Mazola e Geovane
Técnico: Vágner Mancini

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG