Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Flamengo tenta primeira vitória na fase de grupos contra o Emelec

Joel Santana deve optar por três zagueiros para enfrentar líder do grupo sem Felipe, Aírton, Willians, Renato, Camacho e Maldonado

Vicente Seda, iG Rio de Janeiro |

O Flamengo entra no gramado do Engenhão nesta quinta-feira, às 19h30, para enfrentar o Emelec, do Equador, bombardeado. São seis desfalques (Felipe, Aírton, Willians, Renato, Camacho e Maldonado) que deixam Joel Santana com poucas opções especialmente no meio de campo, setor com maior incidência de ausentes, e uma sequência complicada que inclui dois jogos em casa pela Libertadores e, entre eles, um clássico contra o Fluminense, pelo Estadual. O técnico deverá optar por um esquema com três zagueiros, testado na terça-feira, quando o time nitidamente rendeu melhor com os laterais funcionando como alas. Vagner Love já deu a palavra de ordem para a partida contra os equatorianos, que lideram o grupo 2: superação.

VEJA TAMBÉM: Sem repetir escalações, Joel Santana sofre para armar o Flamengo

Agência O Globo
Joel acredita que problema cardíaco de Renato Abreu pode unir ainda mais o grupo contra o Emelec
O Flamengo tem até o momento apenas um ponto na fase de grupos após empatar, na primeira rodada, com o Lanús, da Argentina. Na primeira vez em que foi questionado sobre a formação com três zagueiros, Joel tentou esconder o jogo e já arrancou risos: "Não vou dizer. Posso falar, gostei mais da segunda...adianta? Gostei mais da primeira... E aí? Afrouxou? Outra pergunta!", brincou. Mas logo o treinador reconheceu ser inegável que o rendimento, pelo menos no treino, melhorou com o 3-5-2. "O treino teve dois comportamentos diferentes, vocês viram o que eu vi. Com uma mudança simples a equipe treinou muito bem. Agora é a escolha do treinador. Mas que a segunda formação foi muito melhor, não podemos fugir, porque todos nós vimos. Só não posso fazer algo que eu não tenha firmeza".

Ele tenta, também, reverter uma situação que notoriamente preocupa a todos no clube a favor da equipe que entra em campo nesta quinta. Os jogadores já prometeram dedicar uma eventual vitória a Renato Abreu, que apresentou uma arritmia cardíaca em teste realizado na última segunda-feira, e está fora dos treinos até que a causa da anomalia seja devidamente investigada. "Claro que isso pode servir para unir ainda mais o grupo. O Renato vai ficar legal. Estamos passando um nevoeiro, mas vai passar. Quando o time estiver completinho... Aqui tem duas coisas, o nosso time e a nossa torcida. Os dois caminham juntos e amanhã (quinta) vamos juntos de novo, com tudo, cara. Aqui é assim".

Joel falou em dificuldades para saber como o adversário joga, sem especificar, contudo, se o fato tem relação com a ausência da transmissão da Libertadores nas líderes de distribuição de TV por assinatura no Rio. Ele afirmou que só conseguiu um vídeo para ver na noite desta quarta e chegou a pedir DVD para os jornalistas presentes. "Pedimos até a ajuda de vocês, uma fita, um DVD, porque nessa competição está muito difícil de saber como é o adversário. Também não adianta fazer alguma coisa que não deixe os jogadores à vontade. Estamos precisando dar um bom jogo ao nosso torcedor, não só por ser Libertadores. É um jogo perigosíssimo. Mas estamos tranquilos e espero uma boa atuação", disse.

Vipcomm
Vagner Love é a esperança de gols do Flamengo na Libertadores
Em um momento no qual as mudanças são forçadas, Joel também insistiu na expressão "não inventar". Quer que a equipe faça o simples. "Não sou inventor e não tenho tempo para trabalhar. Os garotos estão aí, foram bem no último jogo, jogaram com personalidade. Então, vão ter de jogar, conversei com eles na concentração, está tudo bem. Uma hora isso teria de acontecer, aconteceu agora e vamos dar moral. Temos 25 inscritos e com os contundidos não sobra quase ninguém. Vamos com aqueles que estiverem melhor fisicamente. Todos os sistemas são parecidos. As mudanças, se é que vão ser feitas, serão muito bem entendidas porque são muito simples", concluiu.

Ele preferiu não entrar em polêmica com os equatorianos, que chegaram ao Brasil dizendo que vieram para vencer. "Não estamos aqui para responder ninguém, criar qualquer tipo de polêmica. Temos é de colocar nossa equipe em campo, o torcedor vai comparecer, temos uma responsabilidade muito grande, um compromisso de vitória. É um jogo difícil, interessante, vamos fazer a nossa parte. Esse negócio de ficar respondendo, não vamos entrar nessa".

O técnico do Emelec, Marcelo Fleitas, entretanto, também tem problemas. A sua maior estrela, Luciano Figueroa, se recupera de uma infecção e é dúvida para a partida, bem como o defensor Bagüi, em tratamento por conta da uma contratura muscular. "Sabemos que enfrentaremos um grande time, mas viemos buscar uma vitória. Temos condições de conseguir esses pontos", discursou Fleitas.

FICHA TÉCNICA - FLAMENGO X EMELEC
Local: Estádio Olímpico João Havelange (Engenhão), no Rio de Janeiro (RJ)
Data: 8 de março de 2012, na quinta-feira
Horário: 19h30 (de Brasília)
Árbitro: Darío Ubriaco (URU)
Assistentes: Carlos Pastorino (URU) e Nicolás Taran (URU)

FLAMENGO: Paulo Victor; Welinton (Deivid), Marcos González e David Braz; Leonardo Moura, Muralha, Luiz Antonio, Bottinelli e Júnior César; Ronaldinho Gaúcho e Vagner Love
Técnico: Joel Santana

EMELEC: Estaban Dreer; José Luis Quiñónez, Gabriel Achilier, Oscar Bagüí (Morante); Fernando Gaibor, Pedro Quiñónez, Enner Valencia, Fernando Giménez, Marcos Mondaini; Marlon de Jesús e Luciano Figueroa (Marlon Pavón)
Técnico: Marcelo Fleitas
 

Leia tudo sobre: FlamengoLibertadoresJoel Santana

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG