Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Flamengo tenta evitar recorde de empates no Brasileirão

Time já tem 16 na competição, faltando cinco rodadas. Ponte Preta, em 2003, e Botafogo, em 2004, empataram 18 vezes

Thales Soares, iG Rio de Janeiro |

_CSEMBEDTYPE_=inclusion&_PAGENAME_=esporte%2FMiGComponente_C%2FConteudoRelacionadoFoto&_cid_=1237861940074&_c_=MiGComponente_C

O Flamengo está muito perto de bater um recorde na era dos pontos corridos do Campeonato Brasileiro. Mas não é uma marca que os participantes buscam na competição: o de maior número de empates em uma edição. Em 33 jogos este ano, já foram 16 empates, deixando o time apenas na 13 colocação, com 40 pontos, e está a dois dos 18 de Botafogo, em 2004, e Ponte Preta, em 2003.

Vale lembrar que a competição é disputada por 20 clubes desde 2006. Portanto, Botafogo e Ponte Preta empataram mais em vezes em um maior número de jogos. O Flamengo fará 38 jogos este ano contra 46 dos atuais recordistas.

A marca não agrada. O Flamengo empatou os últimos três jogos no Campeonato Brasileiro e, apesar de invencibilidade de oito jogos na competição, a chance de subir na tabela foi desperdiçada. Por isso, voltar a vencer é fundamental para o time conquistar uma vaga na Copa Sul-Americana, objetivo traçado por Vanderlei Luxemburgo desde sua estreia no dia 7 de outubro.

"A gente quer sempre vencer, mas empatar é melhor do que perder. Esse ano, em alguns jogos, sofremos empates no fim dos jogos, mas vamos voltar a vencer", afirmou o goleiro Marcelo Lomba, que falhou nos dois gols no empate em 2 a 2 com o Ceará na quarta-feira.

Quando foi campeão no ano passado, o Flamengo empatou 10 vezes. Em 2008, o São Paulo, que conquistou o título, foi um dos recordistas do ano com 12, ao lado de outros três times. O Corinthians, rebaixado em 2007, atingiu a maior marca com 14.

Apesar do sucesso do São Paulo de 2008, apesar do número de empates, conquistar um ponto quando três estão em jogo não é considerado um bom resultado. Por isso, contra o Atlético-PR, domingo, em Volta Redonda, a responsabilidade da vitória é maior para dar tranquilidade ao time na reta final do Brasileiro.

"A gente poderia ter segurado um pouco mais o jogo quando ficamos na frente (contra o Ceará). Não podemos bobear assim fora de casa. Agora precisamos vencer dentro de casa para dar mais tranquilidade", disse Willians.

Para esse jogo, o técnico Vanderlei Luxemburgo contará com a volta do volante chileno Maldonado, que estava suspenso. Petkovic e Kléberson, que nem viajaram para Fortaleza por causa de dores musculares, serão reavaliados.

Leia tudo sobre: campeonato brasileiroflamengofutebol

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG