Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Flamengo sofre, vence Duque de Caxias e assume ponta provisória

Renato Abreu abriu a vitória por 2 a 0 no Engenhão em partida muito dura para o time de Luxemburgo

Gazeta |

nullCom um gol de Renato Abreu e outro do lateral esqurdo Hamilton, contra, ambos no segundo tempo, o Flamengo derrotou por 2 a 0 o Duque de Caxias, neste sábado, no Engenhão, e vai dormir na liderança do grupo A da Taça Rio. A vitória levou os rubro-negros da quarta para a primeira colocação, com 12 pontos, dois a mais que Vasco e Americano, que ainda podem ultrapssar a equipe nesta rodada.

O Flamengo dominou toda a partida, mas desperdiçou diversas chances durante os 90 minutos. Somente o chute de longe de Renato Abreu salvou a equipe comandada por Vanderlei Luxemburgo. Nos minutos finais, Hamilton tentou tirar o gol do zagueiro David e mandou contra a própria rede para completar o placar no Engenhão.

Os rubro-negros agora terão a semana livre para se preparar para o clássico da próximo rodada, contra o Botafogo. Já o Duque de Caxias vai receber o Resende na Baixada Fluminense.

Vipcomm
Ronaldinho e Renato comemora o primeiro gol
O jogo - A partida começou com o Flamengo disposto a acabar com a série de empates na Taça Rio. Os rubro-negros buscaram o ataque desde os primeiros minutos, principalmente nos avanços de Leonardo Moura para lateral direita e do atacante Ronaldinho Gaúcho. Mesmo dominando o confronto, o campeão da Taça Guanabara não conseguia finalizar para o gol de Fernando com real perigo.

Enquanto o Duque de Caxias apenas tentava avançar nos contra-ataques, o Flamengo seguia criando bons lances perto da área, mas sem concluir com precisão. A primeira oportunidade real de abrir o placar foi aos 23 minutos. Ronaldinho Gaúcho foi lançado por Renato Abreu e dividiu com o goleiro Fernando. O atacante rubro-negro tocou para fora para desespero da torcida presente no Engehão.

O lance animou o Flamengo, que voltou a ter chance de marcar aos 28 minutos. Thiago Neves chutou com força, mas a bola passou sobre o gol do Duque de Caxias. Três minutos depois, foi a vez de Wanderley tentar, mas o atacante rubro-negro parou na defesa adversária.

Nos minutos finais, o Flamengo ainda buscou ir para o vestiário com a vantagem no placar, mas parou na marcação adversária.

A etapa final começou com o Duque de Caxias assustando o Flamengo logo com dois minutos. O lateral direito Ari aproveitou falha de David e chutou para grande defesa de Felipe. A resposta rubro-negra veio três minutos depois, quando Deivid finalizou e Fernando salvou o time da Baixada Fluminense.

Assim como no primeiro tempo, o Flamengo seguia tendo a posse de bola, mas desperdiçava muitas chances. Aos 18 minutos, Willians cruzou rasteiro e Deivid se antecipou aos marcadores. O atacante concluiu, mas a bola passou muito perto do gol do Duque de Caxias.

De tanto insistir, o Flamengo conseguiu chegar ao gol somente aos 28 minutos. Renato Abreu arriscou de fora da área e acertou belo chute no ângulo de Fernando para abrir o placar no Engnehão.

Após sair do sufoco, o Flamengo diminuiu o ritmo e permitiu alguns avanços do Duque de Caxias, mas sacramentou a vitória aos 44 minutos, quando David aproveitou cruzamento e cabeceou. O lateral esquerdo Hamilton tentou tirar o perigo, mas colocou para a própria rede e deu números finais ao confronto.

FICHA TÉCNICA: DUQUE DE CAXIAS 0 X 2 FLAMENGO

Local: Estádio Olímpico João Havelange, o Engenhão, no Rio de Janeiro (RJ)
Data: 2 de abril de 2011, sábado
Horário: 18h30 (de Brasília)
Árbitro: Lenilton Gomes Junior (RJ)
Assistentes: Silbert Sisquim (RJ) e Wendel Gouvea (RJ)
Renda: R$ 199.210,00
Público: 9.127 pagantes

Cartões amarelos: Lenílson, Vitor, Hamilton e Juninho (Duque de Caxias); Willians (Flamengo)
GOLS: Renato Abreu, aos 28min do segundo tempo; Hamilton (contra), aos 44min do segundo tempo

DUQUE DE CAXIAS: Fernando; Ari, Vitor, Genílson (Lucão) e Hamilton; Jougle, Juninho, Lenílson e Geovane Maranhão (Gerônimo); John (Gilcimar) e Somália
Técnico: Waldemar Lemos

FLAMENGO: Felipe; Leonardo Moura, Welinton, David e Rodrigo Alvim (Diego Maurício); Maldonado, Willians, Thiago Neves (Fierro) e Renato Abreu; Ronaldinho Gaúcho e Wanderley (Deivid)
Técnico: Vanderlei Luxemburgo

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG