Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Flamengo procura fórmulas para amenizar perdas com o Engenhão

Clube tem contrato de mais dois anos para uso do estádio e fará ações de marketing para tentar aumentar sua arrecadação

Thales Soares, iG Rio de Janeiro |

O Flamengo vai começar 2011 tratando o Engenhão como seu estádio principal, que precisa ser adotado como casa pela torcida do Flamengo. No Campeonato Brasileiro deste ano, o clube teve problemas para tirar o Maracanã do imaginário do torcedor. Tanto que conseguiu lotação apenas em seu último jogo na nova casa, na vitória por 2 a 1 sobre o Guarani, quando mais de 35 mil pessoas compraram ingressos.

Para as duas próximas temporadas, o Flamengo tem um contrato com o Botafogo sobre o uso do Engenhão. O time deve disputar 50% de seus jogos na Copa Sul-Americana (se conseguir vaga), 13 do Brasileiro e os clássicos e mais dois jogos do Carioca no estádio. A contrapartida acontece no desconto das taxas.

"Não tivemos prejuízo financeiro, nem acho que o time jogou melhor ou pior por causa do Engenhão. O Flamengo precisa encontrar outras formas de arrecadar com o estádio. No Maracanã, o clube não poderia fazer uma série de ações que faz no Engenhão", comentou Eduardo Moraes, diretor de arrecadação do Flamengo.

Nos últimos três anos, o Flamengo teve média em torno de 40 mil pagantes por jogo no Campeonato Brasileiro. A informação surpreendeu até mesmo Eduardo Moraes, que assumiu o cargo na gestão da presidente Patrícia Amorim. A expectativa é que ações de marketing compensem a queda em pelo menos 50% do público pagante.

"Já colocamos lojas itinerantes durante os jogos e estamos usando o telão para novas ações. Isso vai aumentar ano que vem e o departamento de marketing trabalha para conseguir minimizar a perda do Maracanã", explicou Eduardo Moraes.

Dentro de campo, o técnico Vanderlei Luxemburgo reconhece a importância do Maracanã, mas entende a importância da adoção do Engenhão como nova casa do time. Volta Redonda, Macaé e outras cidades não chamam sua atenção para a próxima temporada.

"Mesmo que a gente perca dinheiro no começo, é preciso fazer alguma coisa para que o torcedor se acostume com o Engenhão. Jogar em Volta Redonda faz com que eu tire o jogador de casa por três dias pelo menos e isso não é bom", comentou Vanderlei.

O treinador tem mais um jogo nessa temporada. Domingo, o Flamengo enfrenta o Santos, às 17h, na Vila Belmiro. Vanderlei vai fazer alguns testes no time visando 2011.

Leia tudo sobre: campeonato brasileiroflamengofutebol

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG