Tamanho do texto

Clube grego cobra dívida de 350 mil euros referente ao empréstimo até junho de 2011 de Diogo, que pode ser devolvido antes do prazo

O Flamengo trata com cuidado a situação do atacante Diogo, emprestado pelo Olympiacos até junho do ano que vem. O clube grego entrou com uma ação na Fifa cobrando 350 mil euros (R$ 790 mil), valor da segunda parcela do empréstimo de um ano. Um acordo está sendo costurado nos bastidores para que o jogador seja devolvido e a dívida reduzida ou liquidada.

O departamento jurídico do Flamengo já encaminhou ao Olympiacos uma proposta de acordo. A primeira parcela de 650 mil euros (R$ 1,5 milhão) foi paga no ato do empréstimo. Como Diogo não rendeu o esperado, marcando apenas um gol em 17 jogos, a decisão de devolvê-lo conta com o aval do técnico Vanderlei Luxemburgo, até para abrir espaço no grupo para reforços de peso.

"O assunto está sendo bem cuidado para que possamos fazer um acordo. A gente primeiro se reportou ao clube", comentou Rafael De Piro, vice-presidente jurídico do Flamengo, que acompanha o caso ao do vice de finanças Michel Levy.

Diogo recebe um salário de R$ 250 mil mensais e seu custo efetivo, com o valor do empréstimo é superior ao de Vagner Love, por exemplo. O atacante do CSKA Moscou foi emprestado de graça ao Flamengo no primeiro semestre, recebia R$ 350 mil e marcou 23 gols em 29 jogos.

    Leia tudo sobre: futebol