Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Flamengo de 1981 poderia vencer o Barcelona de Messi, diz Zico

Para o ex-jogador, receita para combater os catalães é marcar sob pressão e colar em Messi o jogo todo

Gazeta |

O Flamengo de 1981, campeão mundial e da Copa Libertadores, seria capaz de vencer o Barcelona de Lionel Messi. Essa é a opinião de Zico, principal destaque rubro-negro. Para o ex-jogador e técnico, a receita para combater os catalães é marcar sob pressão e destacar um jogador para perseguir o argentino individualmente.

"Ninguém marca o Barcelona em cima e nunca vi um homem a homem no Messi. Eu cansei de ser marcado assim. Os jogadores tocam a bola para o Messi e não se assustam. Queria ver como o time se comportaria sabendo que quem decide está marcado. O Messi é 70%, 80% do time e ainda faz os outros jogarem", afirmou.

Zico participou de evento promovido pelo canal Esporte Interativo em São Paulo antes da final da Copa do Rei entre Barcelona e Real Madrid, nesta quarta-feira. Ele contou que o Rubro-Negro da década de 1980 sofria quando encontrava um adversário disposto a marcar pressão.

"Poucos times marcavam o Flamengo em cima e isso era uma grande dificuldade para nós. Quando marcavam a nossa saída de bola, precisávamos dar aquele chutão e não tínhamos jogadores altos. Todo mundo deixava o Flamengo jogar e vejo o Barcelona da mesma forma", declarou.

O ex-jogador da seleção brasileira enxerga algumas semelhanças entre o time comandado pelo espanhol Pep Guardiola e o Flamengo da década de 1980. Ao imaginar um confronto com o Barcelona, ele já 'escalou' um antigo companheiro para marcar Messi.

"O Andrade teria capacidade de marcar o Messi. Ele conseguiria marcar e ainda jogar. Se jogassem Flamengo e Barcelona, seria 50% de chance para cada um, porque os dois times são parecidos. Nosso time também tinha jogadores do mesmo estilo que o deles, jogadores de seleção, que se movimentavam bastante. O time era criativo e gostava de jogar no campo do adversário. Seria um grande confronto", imaginou.

Zico se acostumou a sofrer com os marcadores durante sua carreira. Aposentado, ele diz que a atividade não é das mais complexas. "Marcar não é difícil. Se você pega um jogador de fôlego e com boa noção de marcação, complica o adversário. Se você coloca o Willians (volante do Flamengo) no Messi o campo todo, seria ruim para o Messi", analisou.

O português José Mourinho, atual treinador do Real Madrid, vem recebendo intensas críticas por armar um esquema excessivamente defensivo para enfrentar o poderoso Barcelona. Zico concorda que o técnico poderia arriscar mais, mas evita condená-lo.

"Ele poderia ser mais ousado, mas talvez trabalhando no dia a dia ele tenha visto que não tem jogadores para marcar e ousar. Eu respeito muito o Mourinho pelo seu passado e pelas suas conquistas. Analisando o time dele, ele tomou a decisão de jogar dessa forma", encerrou.

Leia tudo sobre: BarcelonaMessiZicoflamengoespanhafutebol mundial

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG