Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Flamengo ainda está sem solução para o caso Petkovic

Com o consenso de que o jogador não tem mais condições de ser titular, clube procura uma forma de evitar problemas com o ídolo

Thales Soares, iG Rio de Janeiro |

A diretoria do Flamengo tem uma batata quente nas mãos antes de começar a próxima temporada. Com contrato até o fim do ano que vem, Petkovic, é consenso, não está mais em ideais condições físicas para ser titular. O técnico Vanderlei Luxemburgo já chegou ao clube com a situação desta forma e a solução precisará ser encontrada pela presidente Patrícia Amorim.

Petkovic recebe R$ 150 mil mensais, além das parcelas do acordo feito em juízo para pagamento da dívida que chegava a R$ 10 milhões. Os dois contratos não têm ligação direta. Sua presença no grupo tem sido um problema pela idolatria da torcida, que sempre pede a sua entrada em campo e passa nervosismo para os outros jogadores.

Luxemburgo já conversou com Patrícia Amorim sobre a situação de Petkovic e pediu uma solução. O vice-presidente de finanças, Michel Levy, estuda o caso para evitar um rompimento do acordo sobre a dívida, além de acertar o devido ao jogador com o novo contrato.

Este ano, Petkovic participou discretamente da campanha do Flamengo na temporada, depois de uma reta final de Campeonato Brasileiro muito boa no ano passado, quando foi peça importante na conquista. Aos 38 anos, sabe que seu potencial físico não ajuda mais.

Com um documentário sobre a sua carreira quase pronto, Petkovic gostaria de ter um final feliz. Um bom Campeonato Carioca pode ser a solução e o título ajudaria o clube a chegar a um acordo para uma rescisão amigável com o jogador.

"Coloquei 2011 como data para encerrar a minha carreira. Vamos ver se consigo ir até o final do ano", disse Petkovic, colocando em dúvida sua participação em toda a temporada, durante a premiação da Bola de Prata, nesta segunda-feira, em São Paulo.

No primeiro semestre, o Flamengo disputará o Campeonato Carioca e a Copa do Brasil. Petkovic não tem fôlego para disputar dois jogos por semana e, com isso, deve ser mais usado no Carioca. Uma das prioridades de Luxemburgo é justamente a contratação de um meia criativo. Alex, do Fenerbahçe, e Renato Augusto, do Bayer Leverkusen, são seus sonhos de consumo.

Leia tudo sobre: campeonato brasileiroflamengofutebol

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG