Publicidade
Publicidade - Super banner
Futebol
enhanced by Google
 

Flamengo abre 3 a 0, mas sofre pane e cede empate ao Olimpia

Time consegue a liderança isolada, mas fica com apenas um ponto de vantagem no Grupo 2, e Joel Santana é novamente hostilizado

Vicente Seda, iG Rio de Janeiro |

Futura Press
Caballero fez para o Olimpia em cobrança de falta
O Flamengo teve tudo para vencer com facilidade o Olimpia, do Paraguai, na terceira rodada da fase de grupos da Libertadores, nesta quinta-feira, no Engenhão. Porém, depois de fazer 3 a 0, o time sofreu três gols em 12 minutos e permitiu o empate dos paraguaios. Ainda assim, a equipe da Gávea se isola na liderança do Grupo 2 com cinco pontos, apenas um à frente do Lanús, da Argentina, segundo colocado ao lado do Olimpia. O próximo adversário será novamente o time paraguaio, no dia 28, em Assunção. Os gols foram de Bottinelli, Ronaldinho (de pênalti) e Luiz Antonio. Zeballos, Caballero e Marín marcaram para o Olimpia. No fim do jogo, Joel Santana, que insistiu com Negueba, foi hostilizado pela torcida ao lado do jovem atacante.

Deixe o seu recado e comente esta notícia com outros torcedores

Antes de o jogo começar, a torcida do Flamengo fez festa para Adriano, ídolo decisivo na conquista do Brasileiro de 2009, que pode voltar novamente ao clube depois de rescindir com o Corinthians. O nome do "Imperador" foi gritado antes e depois da escalação e a torcida também levou faixas com mensagens de incentivo para o atacante, como a que dizia: "Confiamos no seu potencial".

Leia mais: Regulamento da Libertadores impede que Fla use Adriano no torneio

Um lance chamou atenção logo no começo do jogo. Aos 4 minutos, Love colocou a mão na coxa e caiu no gramado, Ronaldinho saiu em disparada do outro lado do campo para falar com o jogador. O atacante saiu pela lateral para receber tratamento, mas voltou normalmente e foi aplaudido. Aos 13 minutos, Orteman cabeceou à queima-roupa e PauloVictor fez excelente defesa. A torcida gritou seu nome.

Com um Flamengo aguerrido e um Olimpia bem postado, o jogo ficou truncado. Aos 20 minutos, o goleiro carioca saiu mal do gol em cruzamento em bola perigosa, mas a zaga cortou. O jogo começou a ficar um pouco violento por parte dos paraguaios que, aos 24 minutos, já tinham recebido três amarelos. Ronaldinho recebeu um pisão de Aranda na intermediária e Bottinelli tentou mesmo de longe, sem perigo.

Confira ainda: Messi coloca R10 e Deco como dois dos melhores com quem já atuou

Com muitas faltas no meio de campo, o Flamengo não conseguia armar jogadas, tampouco o Olimpia, que se limitava a buscar cruzamentos para a área partindo em contra-ataques. Aos 30 minutos, Vagner Love sofreu entrada dura e novamente precisou de tratamento fora de campo, mas voltou mais uma vez.

Aos 36, Bottinelli mais uma vez tentou do meio da rua e, com a bola molhada, o goleiro Martín Silva se enrolou, mas defendeu em dois tempos. Um minuto depois, Vagner Love fez grande jogada na entradada área e deu toque espetacular para Bottinelli encobrir o goleiro: 1 a 0.

Aos 45 minutos, Ronaldinho ainda arrancou em velocidade e tocou para Love fazer o segundo, mas o atacante estava impedido e o gol foi anulado. Depois do apito final, Romero ainda levou cartão amarelo por reclamação e muitos jogadores do Olimpia foram pressionar o árbitro. O último a sair de perto dos homens do apito foi Órteman, que deixou o campo ao lado de Ronaldinho.

E mais: Adriano divulga nota e diz que negocia com dois clubes brasileiros

AP
Ronaldinho faz bela partida e marca de pênalti para o Flamengo
O time carioca voltou para o segundo tempo sob gritos de "vai para cima deles Mengo!". E atendeu ao pedido. Logo no primeiro minuto, Ronaldinho achou espaço na área e finalizou para ótima defesa de Silva. Na sequência, Bottinelli tentou achar Vagner Love em cruzamento, mas o atacante não alcançou.

Aos 9 minutos, Bottinelli deu para Ronaldinho na entrada da área. Ele avançou e rolou para Vagner Love na pequena área, mas ele não entendeu e ficou esperando mais atrás. O camisa 10 reclamou. Pouco depois, Ronaldinho deu para Júnior César na esquerda fuzilar, com perigo, mas para fora.

Veja também: Torcida do Flamengo traz bandeiras e grita: 'O Imperador voltou'

Foi então que, aos 10 minutos, Luiz Antonio entrou na área e deu ótimo passe em velocidade para Vagner Love, derrubado ao tentar driblar o goleiro. O jogo ficou parado por alguns minutos, com o árbitro conversando com o goleiro por causa de laser no rosto. Aos 13, ele liberou a cobrança do pênalti executada com perfeição por Ronaldinho, que voltou a ser aclamado no Engenhão: 2 a 0.

Aos 18 minutos, Luiz Antonio recebeu belo passe de Ronaldinho livre na esquerda. O prata da casa parou, olhou, e finalizou como veterano, deslocando o goleiro: 3 a 0. Aos 26 minutos, Love arrancou sozinho e foi derrubado na entrada da área. Ronaldinho cobrou por cima do gol. Aos 31 minutos, falta frontal na meia-lua para o Olimpia. Zeballos cobrou forte, no alto, e diminuiu: 3 a 1. Joel então trocou Thomás por Negueba. O garoto saiu bastante aplaudido, apesar de ter mostrado certo nervosismo em sua estreia na Libertadores.

O Flamengo então complicou o jogo que estava fácil. Displicente, o time permitiu o segundo gol do Olimpia, de Caballero, que ganhou duas vezes de González antes de marcar, aos 38 minutos. Pouco depois, em falta cobrada da intermediária, Nájera completou de cabeça para defesa espetacular de Paulo Victor. Aos 42, Ronaldinho deu para Bottinelli tocar por cima do gol de Silva, com muito perigo. A torcida percebeu o perigo, voltou a gritar sem parar. Não adiantou. Aos 43 minutos, Marín recebeu livre na esquerda e bateu cruzado para empatar a partida: 3 a 3. Não havia tempo para mais nada. Fim de jogo novamente com vaias e xingamentos a Joel Santana.


FICHA TÉCNICA - FLAMENGO 3 X 3 OLIMPIA (PAR)
Local: Estádio Olímpico João Havelange (Engenhão), no Rio de Janeiro (RJ)
Data: 15 de março, na quinta-feira
Horário: 22h (de Brasília)
Árbitro: Jose Buitrago (COL)
Assistentes: Wilmar Navarro e Alexander Guzman (COL)
Renda: R$ 695.114,00
Público: 26.830 pagantes/ 30.755 presentes

Cartões amarelos: Marín, Caballero, Aranda, Romero e Órteman (OLI),
Galhardo e Negueba (FLA)

GOLS:
Flamengo: Bottinelli, aos 37 minutos do primeiro tempo; Ronaldinho, aos 13 minutos, e Luiz Antonio, aos 18 minutos do segundo tempo.

Olimpia: Zeballos, aos 31 minutos, Caballero, aos 38 minutos, e Marín aos 43 minutos do segundo tempo.

FLAMENGO: Paulo Victor; Galhardo, González, David e Júnior César; Luiz Antonio, Muralha, Bottinelli e Thomás (Negueba); Ronaldinho Gaúcho e Vagner Love.
Técnico: Joel Santana

OLIMPIA: Martín Silva; Nájera, Meza, Romero e Ariosa; Aranda (Zeballos), Fabio Caballero, Órteman (Hobecker) e Marín; Maxi Biancucchi e Luis Caballero (Candia).
Técnico: Gerardo Pelusso

 

Leia tudo sobre: flamengoolimpialibertadores 2012

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG